Bolsonaro responde a Fátima enviando o PCC ao RN

Ok que são poucos os presídios federais no Brasil e que estamos com um deles em Mossoró.

Mas em política tudo se considera, não é mesmo?

O presidente Jair Bolsonaro responde à insolência da governadora Fátima Bezerra lhe enviando bandidos do PCC.

Fátima tem se esforçado para não estar com o presidente ou de suas reuniões fazer parte, mesmo quando a pauta é de interesse comum.

Agora eis a resposta de Brasília. Expedida também pelo ministro da Justiça Sérgio Moro, outro desafeto político da governadora. 

IMAGEM: Forças Armadas se mobilizam em Mossoró para operação de transferência da cúpula do PCC

Uma tropa do Exército está num alojamento da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). Mais precisamente no Expocenter, informa Bruno Barreto.

A presença dos militares chamou a atenção de vários universitários que procuraram o editor desta página para relatar o fato.

Segundo o Blog do Barreto apurou junto à comunicação da UFERSA, o Exército solicitou no começo de janeiro o espaço para ser ocupado por 20 dias.

A presença militar é para a transferência da cúpula do PCC. Ela será distribuída para Brasília, Mossoró e Porto Velho.

O governo federal autorizou a presença das Forças Armadas para fazer a segurança no entorno dos dois presídios. A Garantia da Lei e da Ordem​​ (GLO) decretada pelo presidente Jair ​Bolsonaro (PSL) nesta quarta permite a proteção nos locais até o dia 27.

Marcola e cúpula nacional do PCC são transferidos de SP para presídios federais de Mossoró, Porto Velho e Brasília

O governo de São Paulo transfere na manhã desta quarta (13) o chefe máximo do PCC, Marcos Camacho, o Marcola, para um presídio federal. O destino ainda não foi revelado, mas estipula-se que seja Brasília.

Além dele, estão sendo transferidos em forte esquema de segurança ​​outros 21 membros da facção, parte também integrante da cúpula.

O irmão de Marcola também está entre os transferidos. Em 2006, a transferência de presos do PCC para o presídio de segurança máxima de Presidente Venceslau (a 611 km de SP) provocou uma onda de violência que deixou 564 mortos, dos quais 505 eram civis 

Os detentos estão neste momento no aeroporto da vizinha Presidente Prudente para a transferência. Eles também serão transferidos para os presídios federais de Porto Velho (RO) e Mossoró (RN). O governo federal autorizou a presença das Forças Armadas para fazer a segurança no entorno dos dois presídios. A Garantia da Lei e da Ordem​​ (GLO) decretada pelo presidente Jair ​Bolsonaro (PSL) nesta quarta permite a proteção nos locais até o dia 27.

Fonte: Folha

Momento Wando de jornalismo: senador revela a todos porque mulher de Styvenson se apaixonou por ele

O primeiro pronunciamento do senador Styvenson Valentim no Senado rendeu um momento Wando de jornalismo.

Para quem não conhece a referência é ao perfil do Twitter @JornalismoWando, que se popularizou por adocicar a cobertura do noticiário. Por sua vez, o nome veio de homenagem ao cantor Wando, sempre distribuindo doçura – além de calcinhas.

Voltemos.

Era um ping-pong entre Kajuru e Styvenson. O assunto era a tragédia de Brumadinho.

Mas houve doçura.

– O senhor é casado?

– Sim. Há 10 anos.

– Vou dizer o motivo pelo qual sua esposa se apaixonou por vossa excelência: a forma do senhor falar faz bem para nossos tímpanos.

Aluno foi barrado por orientação do proprietário do Ciências Aplicadas; funcionário envolvido nega responsabilidade

O caso de um aluno barrado no curso de preparação vestibular do Ciências Aplicadas tomou proporção de crise, teve comunicado de demissão e contraponto do responsável pela instituição, Alexandre Pinto, ao longo dessa quinta-feira (8).

Mas, nesta sexta-feira (9), o caso ganhou novo episódio depois que o blog obteve com exclusividade o depoimento de um funcionário do curso Ciências Aplicadas sobre o assunto.

A fonte, que não terá seu nome revelado, isentou Carlos Dionísio, o coordenador do curso a quem foi atribuída a conduta de constranger o aluno barrado.

Dionísio foi execrado nas redes sociais. Procurado pelo Blog do Dina, ele afirmou abalado que entregaria o caso a um advogado antes de dar entrevista, mas confirmou que não barrou o aluno.

Orientação

No relato obtido pelo blog, a conduta que ganhou os ares de crise é normal no curso. A repercussão alcançada desta vez é que é inédita. O aluno que foi impedido de assistir aula, segundo o pai, não estava com matrícula vencida.

“O colaborador não é responsável por isso. As duas funcionárias estavam com a lista. Essa lista foi passada pelo professor Alexandre. Quando batia que um aluno não tinha entregue os sete cheques, eles iriam conversar com a coordenação, e é passado pelo professor Alexandre sobre como proceder”, explicou a fonte.

Parte da orientação é que os valores negociados com os pais sejam pagos em cheques ou transferidos para conta indicada por Alexandre.

“A orientação era: só entra quem tiver deixado os cheques ou feito o pagamento”, explicou o funcionário.

Contraponto

Nessa quinta-feira (7), Alexandre Pinto informou ao Blog do Dina que fosse esclarecido que o episódio ocorreu no curso e não no colégio. Ambos levam o mesmo nome, de Ciências Aplicadas, e funcionam no mesmo endereço, no Tirol.

Ele ainda informou que destacaria alguém para falar pelo curso. Até a publicação desta reportagem isso não aconteceu.

Mas o caso do aluno barrado ocorreu no curso isolado de Química, de responsabilidade de Alexandre Pinto.

Em nota divulgada nesta sexta-feira, ele explicou que interviu no caso “colocando os alunos prejudicados para assistirem à segunda aula, deixando que eles resolvessem a questão [de pendência de matrícula] depois”.

Confira a nota na íntegra:

Sobre o que circulou ontem nas redes sociais enquanto eu trabalhava, considero um ataque injusto e leviano contra o Colégio Ciências Aplicadas e a minha pessoa, enquanto diretor dessa instituição de ensino.

É necessário esclarecer que no mesmo endereço do Colégio Ciências Aplicadas (unidade 1) funciona um CURSINHO isolado composto de Biologia, Física, Química, Matemática, Ciências Humanas e Linguagens, onde eu sou apenas e tão somente um dos professores (o de Química).

Em relação ao episódio de ontem, a verdade é que alguns alunos do CURSINHO (e não da escola) acabaram perdendo o primeiro horário enquanto era feito o controle de pendências de matrículas.

Quando tomei ciência do problema (entre a primeira e a segunda aula), ainda intervim colocando os alunos para assistirem à segunda aula, deixando que eles resolvessem a questão depois.

O Colégio Ciências Aplicadas reitera que cumpre rigorosamente os ditames da Lei Federal n.º 9.870/99, bem como as determinações do Código de Defesa do Consumidor.

Informa ainda que todas as cobranças são feitas administrativamente durante o ano letivo – junto aos responsáveis financeiros dos alunos – e que, somente se não resolvidas amigavelmente, recorre-se ao Poder Judiciário.

Por fim, o Colégio Ciências Aplicadas reafirma seu compromisso em prestar serviços educacionais com qualidade à sociedade potiguar.
Natal, 08 de fevereiro de 2019.

Alexandre Pinto

Diretor do Colégio Ciências Aplicadas

Fátima Bezerra em campo contra a reforma da previdência proposta por Bolsonaro; ‘Não há possibilidade de acordo’, anuncia porta-voz

A governadora Fátima Bezerra será absolutamente contra a reforma da previdência no modelo que está minutado.

O porta-voz da posição foi o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que falou em nome dos governadores do Nordeste ao Estado de S.Paulo

No início da semana, o jornal adiantou que o projeto prevê idade mínima de 65 anos para homens e mulheres; necessidade de contribuir por 40 anos para se aposentar com 100% do salário e criação do sistema de capitalização.

Segundo o governador do Maranhão, “não há possibilidade de fazer qualquer tipo de acordo” em relação aos três pontos citados.

Ainda de acordo com ele, os governadores vão trabalhar junto às suas bancadas no Congresso para considerarem esses poscionamentos.

Dino ainda adiantou que em razão do déficit previdenciário que assola o pais, vão aproveitar para ampliar as reformas.

“Vão mexer no geral para, por exemplo, botar tempo de contribuição mínimo de 40 anos, capitalização. É bonito na Suécia, Noruega. No Brasil é um genocídio dos mais pobres porque ninguém tem capacidade contributiva de 40 anos”, disse.

Como uma desastrada cobrança de mensalidade terminou com aluno barrado, funcionário demitido e esta confusão com o Ciências Aplicadas

Uma desastrada cobrança de mensalidade terminou impedindo que um aluno do Curso Ciências Aplicadas pudesse assistir às aulas preparatórias para o ENEM nesta quinta-feira (7).

O curso leva o nome do colégio. Ambos funcionam no mesmo endereço, no Tirol.

De acordo com o relato do pai, que encaminhou mensagem ao Meio-dia RN e ao BlogdoBG, seu filho o ligou por volta das 9h da manhã para dizer que havia sido barrado.

O filho explicou ao que o motivo apresentado pela instituição era o de que sua mensalidade estava atrasada. Mas ela vencia nesta quinta-feira (7).

Ele contou que foi resolver o problema e se indignou pelo constrangimento a que o filho foi submetido. Ele pagou a mensalidade, em dinheiro, porque ainda informou que não existe boleto. “Tudo lá em espécie”.

O funcionário envolvido no caso foi demitido.

A informação foi confirmada ao blog por Alexandre Pinto, que responde pelo colégio Ciências Aplicadas. Ele também é um dos sócios do curso pré-vestibular e pediu que a confusão entre as duas personalidades seja desfeita.

“Peço para que não faça essa confusão. Não confundir escola e cursinho, que funcionam no mesmo endereço. O colégio não tem nada a ver com essa história. Aconteceu esse episódio. O pai se chateou e eu entendo”, afirmou Pinto.

“Estão falando de minha escola. A minha escola está limpa. Não tem nada a ver com isso”, disse ele, após o blog pedir então que pudesse indicar quem responde pelo cursinho pré-vestibular.

Pinto informou que a pessoa responsável pelo cursinho seria indicada para falar sobre o assunto, o que deve acontecer nesta sexta-feira (8).

É bem docinho: ‘mamães ricas’ potiguares buscam seu ‘boy magia’ perfeito em serviço de relacionamento patrocinado

O serviço de patrocínio que popularizou o termo sugar baby tá ó… da hora.

A pedido do Blog do Dina, eles enviaram dados sobre os usuários no Rio Grande do Norte. Meu pedido inicial era especificamente sobre mulheres porque o serviço para homens já era conhecido.

Mas eles devolveram os dados sobre homens e mulheres mais velhos (1.681 pessoas sugars) que estão dispostos a patrocinar os babies (6.669 garotos e garotas). 

Pela ordem: quem é quem no universo sugar (açúcar, em inglês).

Sugar Mommy é uma mulher bem-sucedida, experiente, madura e autoconfiante. Estão cansadas de relacionamentos tradicionais e procuram homens mais jovens para se relacionar.

via GIPHY

Passado!

via GIPHY

O serviço descreve ainda as sugar mommies como dispostas a ajudar financeiramente o seu parceiro e estão em busca de um companheiro para se divertir e quem sabe até namoro sério.

E no RN? Relutaram em dar dados mais estratificados. Mas para cada sugar há quatro babies. É um mercado babado, né? Claro! As mommies são conhecidas por cuidar bem direitinho de seus babies (Há um depoimento sobre esse cuidado ao fim dessa matéria)

via GIPHY

Você é essa mulher disposta a ajudar financeiramente o seu bebê e está em busca de um companheiro para se divertir e quem sabe algo sério?

Pois pague para começar, fofa.

via GIPHY

Para conversar com os boys, as mamães devem começar desembolsando valores de R$ 199,00 a R$ 999,00, um troco para as mulheres bem sucedidas.

Nós temos depoimentos, produção? Quero depoimentos das mamães.

via GIPHY

Joana é uma Sugar Mommy de 47 anos que decidiu entrar no mundo Sugar depois de terminar um casamento de 9 anos.

“Sou CEO de uma agência de relações públicas, vim de uma família com uma boa condição financeira e sempre gostei muito de desfrutar tudo aquilo que a vida me proporcionou. Já viajei o mundo, conheci restaurantes incríveis, fui a exposições maravilhosas e aproveitei muito tudo o que estava ao meu alcance.

No lado amoroso, sempre me relacionei com homens da minha idade, fui casada por 9 anos com um cara até um pouco mais velho que eu.

Um pouco depois do meu divórcio, ouvi falar no Meu Patrocínio e me interessei. Era algo novo, totalmente fora do que eu estava acostumada. Exatamente o que eu estava buscando depois de me relacionar por tanto tempo com a mesma pessoa!

Conversei com muitos Babies que se impressionaram com minha trajetória profissional e minhas experiências da vida. Todos eles sempre muito curiosos, com aquela vontade de desbravar o mundo.

Isso dá um ânimo! Apesar de todos serem muito gentis, demorei um pouco para encontrar um Sugar Baby que tivesse tudo a ver comigo. Até que conheci Lucas, um músico de 24 anos que está investido na sua carreira artística.

Meu Baby trouxe uma luz para os meus dias, temos nos divertido muito. Saímos para jantar, fizemos algumas viagens aqui pelo Brasil e também ajudo Lucas na parte de RP da sua carreira. Tem sido uma verdadeira vida de mão dupla.

E o site, Dinarte?

Tá aqui. Pega.

Questão de ordem: Quem está pagando para a governadora fazer política em Brasília?

A governadora Fátima Bezerra está em Brasília. 

Teve uma audiência com o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, para tratar de assuntos ligados à UFRN.

Ontem.

Também ontem a deputada federal e presidente do PT, Gleisi Hoffman, comandou reunião com governadores e lideranças do partido no Congresso.

A pauta foi a reforma da previdência e os projetos sobre medidas judiciais.

Questão de ordem 1: Que há interesse dos governadores na matéria, é inegável, mas a articulação para esse tipo de coisa não é com quem vai votar, ou seja, os congressistas?

Questão de ordem 2: Fátima está interessada nos projetos sobre medidas judiciais? Por que, então, não enviou ninguém para a apresentação do assunto feita pelo ministro Sérgio Moro na segunda-feira?

Questão de ordem 3: Por que interesses do estado, que passam por Brasília, não são tratados com a mesma presteza pela governadora quando o assunto é o PT?

Questão de ordem 4: Quem está pagando para a governadora fazer política em Brasília? (As diárias do Gabinete Civil, se diárias foram, não carregam no Portal da Transparência. Há empenho de R$ 14 mil em 21 de janeiro, mas sem maiores detalhes).

Questão de ordem 5: A quem Fátima está tentando enganar?

Jean Paul Prates retirou assinatura por questão formal e assinou novo requerimento

O senador Jean Paul Prates retirou a assinatura para proposta de CPI no Senado para investigar o caso de Brumadinho.

Isso se deu porque ele aderiu à CPI Mista, que envolverá Senado e Câmara dos Deputados.

Em razão desses eventos, retirei do ar o artigo de opinião sobre o tema, pelo qual peço desculpas, pois ele perde sua validade na medida em que o parlamentar aderiu à outra CPI.