Se 2018 terminar como está, Robinson quase terá sido o governador da segurança, de acordo com estes números

 

A nove dias de terminar o ano, o governador Robinson Faria, que foi eleito em 2014 sob o slogan de “o governador da segurança”, viu a frase ser usada ao avesso, como ironia, em toda sua gestão.

Mas quando o ano terminar, salvo se ocorrer uma hecatombe, 2018 será o terceiro consecutivo na queda do número de homicídios, regressando a patamares do início de sua gestão.

Até ontem, 1.887 pessoas haviam sido assassinadas no Rio Grande do Norte – dados do Sindicato da Polícia Civil.

Em 2017, foram 2.405 pessoas. Em 2016, foram 1.995. No ano anterior, foram 1.670. Em 2014, quando Rosalba terminou seu mandato, foram 1.772.

Evidentemente que o que mais conta em segurança pública é a percepção dela.

Esses números precisarão continuar em queda para que se reflita na confiança do cidadão em sair seguro às ruas.

About author

dinarteassuncao

Comente: