Por que a Arena das Dunas é uma das únicas que recebe em dia do Estado e como a revisão de contratos a atinge

Entre os grandes fornecedores do Rio Grande do Norte, frequentemente, quando consultada a lista de empenhos e pagamentos, há uma grande relação daqueles inscritos em ‘restos a pagar’.

Não é o caso do estádio Arena das Dunas.

O monumento no coração de Lagoa Nova recebeu em 2018 R$ 121.808.315,71.

E em restos a pagar?

Não é devido nenhum centavo à OAS, dona do equipamento feito em parceria-público privada com o Estado, que repassou mais de R$ 10 milhões à empresa a cada mês de 2018.

Os termos são regidos por lei federal.

Um calote na Arena das Dunas seria uma mensagem péssima ao investidor.

Pagar em dia à Arena, de mais a mais, significa garantir o patrimônio que foi oferecido no fundo garantidor da operação que viabilizou a construção da obra.

Mas o decreto de revisão de contratos abre a possibilidade de renegociar o pagamento da dívida, estendendo os prazos, que originalmente estão fixados em 20 anos.

About author

dinarteassuncao

Comente: