Filha confessa a PMs que envenenou o pai que tinha AIDS, mas polícia apresenta nova versão

15 de janeiro de 2019

A Polícia Militar confirmou ao Blog do Dina nesta terça-feira que uma mulher foi presa por envenenar o pai no Hospital Giselda Trigueiro, na zona Oeste de Natal.

Ao contrário da primeira versão, no entanto, de que a motivação seria vingança, a PM informou que a mulher, de identidade ainda não revelada, foi confessou aos policiais militares o crime por outra razão: eutanásia.

Segundo o relato repassado a policiais do 9º Batalhão de Polícia Militar, a mulher confessou que injetou barragem (veneno para matar carrapato) no soro do pai.

Ela afirmou que estava lhe doendo ver o pai em quadro de AIDS, que é quando o vírus do HIV desencadeia a doença no organismo.

Ainda segundo a PM, o Itep está no local para os primeiros procedimentos com o corpo.

Já a mulher foi levada para depor na Delegacia de Homicídios (DHPP)

Comentários 0


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *