Fátima Bezerra em campo contra a reforma da previdência proposta por Bolsonaro; ‘Não há possibilidade de acordo’, anuncia porta-voz

A governadora Fátima Bezerra será absolutamente contra a reforma da previdência no modelo que está minutado.

O porta-voz da posição foi o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que falou em nome dos governadores do Nordeste ao Estado de S.Paulo

No início da semana, o jornal adiantou que o projeto prevê idade mínima de 65 anos para homens e mulheres; necessidade de contribuir por 40 anos para se aposentar com 100% do salário e criação do sistema de capitalização.

Segundo o governador do Maranhão, “não há possibilidade de fazer qualquer tipo de acordo” em relação aos três pontos citados.

Ainda de acordo com ele, os governadores vão trabalhar junto às suas bancadas no Congresso para considerarem esses poscionamentos.

Dino ainda adiantou que em razão do déficit previdenciário que assola o pais, vão aproveitar para ampliar as reformas.

“Vão mexer no geral para, por exemplo, botar tempo de contribuição mínimo de 40 anos, capitalização. É bonito na Suécia, Noruega. No Brasil é um genocídio dos mais pobres porque ninguém tem capacidade contributiva de 40 anos”, disse.

About author

dinarteassuncao

Comente: