fbpx


Justiça condena Igreja Universal por esterilização de pastores

9 de junho de 2019

A Igreja Universal do Reino de Deus responde a ações judiciais movidas por ex-pastores que afirmam ter sido forçados ou pressionados pela instituição religiosa a fazer vasectomia.

Sucessivas decisões têm sido tomadas reconhecendo o direito dos pastores. As informações são de reportagem especial deste domingo do jornal Folha de S.Paulo.

A prática, segundo eles contam, garante o ingresso, a permanência ou a ascensão nos quadros da igreja.

As alegações e os relatos dos religiosos são similares. Eles apontam a esterilização como uma espécie de política de recursos humanos.

Sem filhos, os ex-pastores dizem que teriam mais disponibilidade para mudar de cidade a mando da igreja, uma vez que a instituição custeia a família dos religiosos.

A Universal nega que imponha a vasectomia, diz que saiu vencedora de processos ajuizados contra a igreja e afirma que estimula o planejamento familiar dos casais.

Comentários %


Uma resposta para “Justiça condena Igreja Universal por esterilização de pastores”

  1. […] ações que movem contra a Igreja Universal por serem obrigados a se submeter a vasectomia, pastores ainda relataram que precisavam bater metas […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code