Aviso aos leitores do Blog do Dina

Alguns leitores do blog me perguntam reservadamente se a cobertura ficará focada no caso das mensagens vazadas da Lava Jato.

Sim e não são as respostas.

Em primeiro lugar, compreendo que o assunto está além da paixão que envolve os temas ‘Lula Livre’ e ‘Lula Preso’ – lembrando de nada do que foi revelado até o momento inocenta o ex-presidente ou qualquer outro condenado.

Mas a hipótese de que representantes do Judiciário se uniram em conluio com os do Ministério Público tem potencial para desestabilizar de vez o país na medida em que, até agora, tínhamos como natural que corrupção se limitava apenas à classe política.

MP e Judiciário eram tidos como fortalezas inexpugnáveis de moralidade. E, em verdade, ainda se pode ter essa ideia, na medida em que o atual escândalo afeta membros dessas instituições e não configura caráter de conduta de todos os seus integrantes.

O que está em jogo é grave, muito além da guerra ideológica resultado da última eleição. Está jogo sabermos se o Brasil será um vale-tudo onde os meios justificarão os fins – em qualquer aspecto.

Esse enredo já tinha sido visto na política. O mensalão e o petrolão foram isso, não é mesmo, roubo em nome de um projeto social liderado pelo PT.

Olhar para o Judiciário e o MP e ver que fizeram o mesmo – transgredir as leis em nome do combate à corrupção – é um expediente tão nefasto quanto àqueles que arrastaram empreiteiros e políticos para as teias da Lava Jato.

O que está em jogo, portanto, é se princípios serão obedecidos ou a vontade por justiçamento à margem da lei. Está em jogo se a corrupção se limitará ao que sabemos sobre ela ou será espalhada para as demais instituições.

E o resultado disso desenhará o Brasil como nação devotada ao sebastianismo de super-heróis ou como um lugar onde as instituições e seu papel social dentro da legalidade darão a ordem.

Sem prejuízo, portanto, a noticiar outros eventos, entendo que essa pauta é definitivamente mais importante do que qualquer outra coisa.

 

About author

dinarteassuncao

Comente: