Styvenson tem agenda não divulgada em Salvador com passagens pagas pelo Senado

6 de julho de 2019

 

O senador Styvenson Valentim (Pode) teve agenda em Salvador (BA) ao fim de maio com locomoção custeada pelo Senado Federal mas sem divulgar o que realizou na capital baiana.

Ele viajou para Salvador, partindo de Brasília às 14h20, em voo direto pela Gol. Chegou à Bahia na tarde de quinta-feira, 30 de maio, às 16h20.

No dia seguinte, o senador voltou para Brasília em voo da Latam e, na sequência, voou para Natal, onde tinha agenda pública para discutir a reforma da previdência.

O sistema da Latam não informa sobre voos já ocorridos, de modo que não foi possível confirmar a hora em que o senador saiu de Salvador para Brasília e, depois, para Natal.

O total do percurso, considerando os três trechos (Brasília-Salvador-Brasília-Natal) foi de R$ 1.943,07. Todas as passagens foram compradas com duas semanas de antecedência, em 15 de maio de 2019.

Os dados que embasam esta matéria são públicos e estão no portal da Transparência do Senado.

No dia da viagem, 30 de maio, a sessão do Senado Federal teve início às 10h09 e término às 13h26.

O registro da sessão não faz nenhuma referência à participação de Styvenson, o que não significa, no entanto, que ele tenha faltado, pois o Senado Federal só informa sobre quem tomou a palavra na sessão.

Ao pisar em Salvador, o senador não registrou despesa pública. Apesar de ter dormido na capital baiana, não foram contabilizados custos para ressarcimento com alimentação, locomoção e hospedagem.

Assim, ele voou com recursos custeados pelo poder público mas as despesas correntes nas horas em que esteve em Salvador foram custeadas com recursos próprios.

As normas do Senado que tratam do uso de recursos para locomoção estabelecem que cabe ressarcimento se o parlamentar estiver no desempenho de suas funções públicas.

Procurada, a assessoria de imprensa do senador informou que a agenda dele em Salvador foi para visitar uma escola, informando que acrescentaria detalhes sobre o assunto, o que não aconteceu até a publicação deste post.

O blog acrescentará eventuais esclarecimentos quando forem enviados.

Nas redes sociais, onde registra as atividades ligados ao exercício de seu mandato, Styvenson não postou qualquer referência à viagem que fez a Salvador.

No dia 30, registrou atividades em duas comissões do Senado, postou um vídeo com o secretário da previdência, Rogério Marinho, e uma foto de uma criança que o visitou em seu gabinete. No Dia 31, convidou para o evento sobre a reforma da previdência.

Comentários


2 respostas para “Styvenson tem agenda não divulgada em Salvador com passagens pagas pelo Senado”

  1. […] foi entre Brasília e Natal, despesa que deve ser coberta pelo Senado. Em maio do mesmo ano, ele viajou para Salvador e sua assessoria afirmou que foi tratar de projeto escolar na capital […]

  2. […] foi entre Brasília e Natal, despesa que deve ser coberta pelo Senado. Em maio do mesmo ano, ele viajou para Salvador e sua assessoria afirmou que foi tratar de projeto escolar na capital […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code