Após enfrentamento da crise, CE, ES e AL investem mais que a soma de RJ, MG e RS

Uma das informações mais surpreendentes na nota técnica do Tesouro Nacional sobre a situação dos Estados é a capacidade de investimento.

A nota divide os estados em grupo A (CE, AL e ES – estados com controlaram despesas) e B (RJ, MG e RS – estados fiscalmente irresponsáveis).

Ao grupo B se agregam ainda estados que não estão endividados, mas têm despesas com pessoal comprometendo toda ordem econômica. Entram, assim, MT, RN e GO.

De acordo com a nota do Tesouro, hoje, o Grupo A, mesmo tendo PIB quase cinco vezes menor que Estados do grupo B, hoje faz mais investimentos, considerando recursos próprios e operações de crédito, que o grupo dos Estados desequilibrados em termos fiscais.

Em termos per capta essa diferença é ainda maior. Em 2018, enquanto que o grupo A investiu R$ 381 por pessoa, o grupo B apenas R$ 91,7 por pessoa.

Confira o gráfico que relaciona os dois grupos:

About author

dinarteassuncao

Comente: