Iphan considera apelo político sobre a Lava Jato no RN para reabrir processo de tombamento do Hotel Reis Magos

14 de julho de 2019

O Instituto do Patrimônio Histórico e Arquitetônico Nacional (Iphan) reabriu o processo de tombamento do Hotel Reis Magos e leva em conta em sua decisão apelo de natureza política.

A informação consta de matéria produzida pelo Blog do Dina para a edição deste domingo da Tribuna do Norte.

Em tese, o Iphan deve tomar suas decisões com base em parecer técnico e ao passando ao largo de suposições técnicas. O apelo político foi feito pelo representante do instituto que tenta tombar o hotel desde 2013.

:::Veja aqui o que os envolvidos disseram:::

O desarquivamento foi oficialmente declarado como procedimento para que se pudesse comprovar a relevância nacional do hotel, critério estabelecido pelo Iphan para tombar o equipamento.

Lava Jato

Em fevereiro de 2017, o Iphan, seguindo parecer elaborado pelo próprio órgão, deciciu não tombar o hotel porque ele não tinha relevância nacional, já estava provisoriamente tombado pelo estado e se encontrava em avançado estado de deterioração.

Mas em julho do mesmo ano, Ricardo Tersuliano, presidente do Iaphacc, instituto que tenta o tombamento do Iaphacc, pediu a reconsideração do Iphan.

O órgão não se manifestou, até outubro, quando Tersuliano escreveu email ao Iphan.

Na mensagem, ele pede “encarecidamente o total apoio de técnicos concursados” do Iphan. Na sequência, Tersuliano cita as prisões do ex-ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, e de Fred Queiroz, ex-secretário de Turismo de Natal como argumentos para seu pedido.

Em sua justificativa, os desdobramentos da Operação Lava Jato no RN são prova da falta de “respeito pelo patrimônio de nossa cidade”.

Onze dias depois da mensagem, o caso foi desarquivado.

A mensagem foi obtida dentro do processo do tombamento do hotel, que é público. Portanto, o teor dela é levado em conta no caso do processo administrativo. O blog suprimiu dados pessoais contidos na mensagem reproduzida abaixo:

 

 

Comentários


3 respostas para “Iphan considera apelo político sobre a Lava Jato no RN para reabrir processo de tombamento do Hotel Reis Magos”

  1. […] Iphan considera apelo político sobre a Lava Jato no RN para reabrir processo de tombamento do Hotel… […]

  2. […] do mês passado, reportagem do editor deste blog especialmente para a Tribuna do Norte revelou que o Iphan reabriu o caso do tombamento e levou em conta aspectos políticos dentro um trâmite que, em tese, deveria ter componentes apenas […]

  3. […] Blog do Dina contou os detalhes dessa história, ou seja, a tentativa de fazer com o que o Iphan mudasse a opinião de 2017 – quando negou tombar o […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *