Outro lado: Iphan defende critérios técnicos, e instituto, relevância nacional do Hotel Reis Magos

14 de julho de 2019

O Iphan informou que suas decisões são tomadas a partir de análises técnicas e de acordo com procedimentos para tombamento de um bem atendendo regras de norma legal.

“Técnicos das superintendências estaduais e técnicos dos Departamentos da área central (Brasília) participam da instrução dos processos. Já a decisão pela reabertura e reanálise do processo é da área central do Iphan (Presidência e Departamento de Patrimônio Material e Fiscalização)”, explicou o órgão.

Já o presidente do Iaphacc defendeu em entrevista o motivo que o levou a pedir a reabertura do caso. Segundo explicou, a decisão do Iphan em Brasília foi tomada sem conhecimento da realidade local.

Leia a íntegra na Tribuna do Norte

Comentários %


Uma resposta para “Outro lado: Iphan defende critérios técnicos, e instituto, relevância nacional do Hotel Reis Magos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *