fbpx


DJ entrega amigo que também foi preso e diz ter visto mensagens de Moro no celular dele

24 de julho de 2019

Na Folha

Um dos presos pela Polícia Federal nesta terça (23) sob suspeita de ter hackeado celulares como o do ministro Sergio Moro, o DJ Gustavo Henrique Elias Santos, 28, disse a seu advogado que um amigo também preso mostrou a ele mensagens de autoridades obtidas ilicitamente.

Elias Santos e sua mulher, Suelen Oliveira, também presa, negaram ao advogado qualquer participação no ataque hacker a celulares de autoridades, como de Moro e do procurador Deltan Dallagnol. O amigo preso que teria mostrado o celular a ele é Walter Delgatti Neto.

“O próprio Vermelho [apelido de Delgatti Neto] mostrou algumas coisas para ele [Santos], e ele assustou e falou: ‘Meu, cuidado com isso aí porque pode dar problema’. Na verdade, ele não acreditou naquilo, mas, pelo que foi narrado, mostraram algo para ele a respeito disso [invasão do celular de Moro]”, disse o advogado Ariovaldo Moreira.

“Ele [Elias Santos] vai contar exatamente o que aconteceu para a autoridade policial”, disse o advogado.

O depoimento do casal Elias Santos e Suelen está previsto para a tarde desta quarta (24). Os dois estão detidos numa cela de passagem da PF localizada no aeroporto de Brasília, onde passaram a noite.

Além de Elias Santos, Suelen e Delgatti Neto, o quarto preso é Danilo Cristiano Marques, segundo confirmaram à Folha pessoas com acesso à investigação.

Todos são naturais de Araraquara (SP), mas viviam ultimamente em cidades diferentes. Segundo a PF, os mandados de prisão foram cumpridos nas cidades de São Paulo, Araraquara e Ribeirão Preto (SP).

Comentários 0


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code