Após fustigar jornal, Bolsonaro se reúne em café da manhã com a Folha um dia após pesquisa contrária a ele

3 de setembro de 2019

Dentre os inimigos imaginários de Bolsonaro, a imprensa é um dos piores.

Na imprensa, a pior é a Folha, constantemente alvo de ataques do presidente.

O jornal divulgou de domingo para cá, resultados do Datafolha francamente desfavoráveis ao presidente. 

Mas nesta terça-feira (3), Bolsonaro concedeu entrevista exclusiva ao jornal por uma hora e meia.

Acompanhado do presidente estava o chefe da Secom (Secretaria de Comunicação) da Presidência, Fábio Wajngarten, que, na segunda, estava dizendo no Twitter que é inadmissível um veículo de imprensa ter instituto de pesquisa.

Algo mudou.

A Folha divulgou em seu site que houve a entrevista, mas não acrescentou se ela já estava marcada ou se foi desdobramento recente.

Comentários 0


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code