A um ano da eleição, prefeito de Natal enfrenta acusações de enriquecimento ilícito

A um ano da eleição, o prefeito de Natal, Álvaro Dias acumula cinco ações de improbidade administrativa.

Três delas foram abertas imediatamente após Álvaro Dias se tornar prefeito, em abril de 2018, quando Carlos Eduardo renunciou para disputar o governo. Um ação foi aberta em novembro de 2017 e outra em abril deste ano.

Apenas uma das cinco chegou ao conhecimento do público por divulgação do Ministério Público. As demais transcorrem na Justiça com absoluta discrição.

Nas cinco, os fatos apurados são sobre a conduta de Álvaro quando era deputado estadual. Ele é acusado de colaborar para o enriquecimento ilícito de pessoas ao colocá-las em seu gabinete sem que trabalhassem.

Em todas as ações, as decisões tomadas até aqui são desfavoráveis ao prefeito, seja na aceitação das denúncias, quando ele argumentou que não deviam ser aceitas, seja na determinação para bloqueio de valores para ressarcir o erário.

O dano somado das cinco ações é de R$ 185.852,83.

O Blog do Dina procurou a defesa do prefeito para se manifestar. Ela não atendeu nem retornou as mensagens até a publicação desta reportagem

As ações estão sob a responsabilidade da Promotoria do Patrimônio Público, mas, na Justiça, estão distribuídas a juízes diferentes.

About author

dinarteassuncao

Comente: