MPF quer cassar homenagens que UFRN concedeu a militares da ditadura

O MPF fez um levantamento em 105 instituições de ensino entre universidades e institutos federais para saber se de alguma delas saíram homenagens para algum dos 377 autores de graves violações de direitos humanos praticados durante a ditadura.

Nove responderam que, sim, concederam homenagens. A UFRN é uma delas

A universidade informou que concedeu título de Doutor Honoris Causa a Castello Branco, sob a reitoria de Onofre Lopes, em abril de 1966.

Já a Emílio Garrastazu Médici foram concedidos os seguintes títulos: Doutor Honoris Causa, em setembro de 1971, mediante proposta do então reitor Genário Alves Fonsêca.

About author

dinarteassuncao

Comente: