Relator no TRF-4 amplia para 17 anos de prisão pena de Lula no caso Atibaia

O relator da Lava Jato no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), João Pedro Gebran Neto, votou nesta quarta-feira (27) pela condenação do ex-presidente Lula no caso do sítio de Atibaia, ampliando a pena para 17 anos e um mês de prisão, ante a 12 anos na primeira instância.

Gebran votou pela manutenção da maior parte da sentença da primeira instância em relação a Lula, mas defende a absolvição de outros três condenados, sendo dois amigos do petista: o advogado Roberto Teixeira e o pecuarista José Carlos Bumlai, suspeito de articular uma parte da reforma da propriedade rural.

About author

dinarteassuncao

Comente: