Documento secreto da Abin prevê 5.571 mortes por coronavírus no Brasil até 6 de abril

Quando foi à TV e ao rádio na noite dessa terça-feira (24), o presidente Jair Bolsonaro dispunha de informação da Agência Brasileira de Inteligência indicando que, em 15 dias, o número de mortes no Brasil por covid-19 seria de 5.571 brasileiros.

Apesar disso, o mandatário desconsiderou tudo que o mundo vem fazendo no enfrentamento à pandemia e pediu a volta do comércio e das aulas.

As projeções da Abin são secretas, mas foram obtidas e divulgadas pelo site The Intercept Brasil. Elas podem ser consultadas na íntegra neste link

O cenário considera a curva epidêmica da China, Itália e Irã.

Os informes da agência são claros ao enfatizar a necessidade de medidas de contenção como a quarentena – medidas essas que são ignoradas ou até criticadas por Bolsonaro, por empresários aliados e assessores do presidente.

“Coréia do Sul, Irã e China conseguiram mudar a direção da reta, provavelmente depois da adoção de medidas de contenção”, avalia a Abin no documento mais recente, finalizado às 22h10 desta segunda, 23.

A agência é comandada pelo ministro Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional – uma das vítimas do coronavírus após a viagem do presidente aos EUA, há alguns dias.

About author

dinarteassuncao

Comente: