Rio Grande do Norte tem baixa transparência sobre dados no enfrentamento à covid-19, avalia organização

Levantamento realizado pela Open Knowledge Brasil (OKBR), organização que atua na área de transparência e abertura de dados públicos, indica que 90% dos estados, incluindo o governo federal, ainda não publicam dados que permitam acompanhar em detalhes a disseminação da pandemia de Covid-19 pelo país. (Confira tabela ao fim deste post)

Profissionais de imprensa e cidadãos num geral têm sentido essa dificuldade. A OKB alerta, no entanto,

No Rio Grande do Norte, por exemplo, parte das matérias que faço para o Blog do Dina carecem de mais informações porque as autoridades estaduais não as tem.

Segundo a Open Knowledge Brasil, Chama a atenção a ausência de informações sobre testes disponíveis nos estados: na data de coleta das informações, 2 de abril, apenas um dos 28 entes avaliados informava esse dado.

Outro dado relevante, ainda ausente, é a taxa de ocupação de leitos: nenhum estado conta quantos leitos (sobretudo de UTIs) estão ocupados, em relação ao total disponível.

Em seus boletins epidemiológicos, os estados também alertaram para as dificuldades que estão enfrentando desde o dia 27 de março, quando o Ministério da Saúde mudou o sistema nacional para registro de notificações. Rondônia, Rio Grande do Norte, Minas Gerais e Maranhão, por exemplo, afirmam que não conseguem obter dados detalhados por município nesta fase de transição.

O Brasil registrou seu primeiro caso em 26 de fevereiro de 2020.

About author

dinarteassuncao

Comente: