Burocracia mata idoso que esperava leito de UTI em São Rafael

Seu Asclepíades tinha 80 anos. Após quatro dias precisando de UTI, morreu com sintomas de covid-19. Ele precisava ser socorrido e foi morto pela burocracia. É esta que deve constar em seu obituário como causa mortis. Morador de São Rafael, não tinha equipamentos na cidade para socorrê-lo. Em Mossoró, não havia vagas. Em Caicó, havia. Mas Caicó é uma cidade que não cobre a região onde Seu Asclepíades mora. É indigno que um cidadão tenha direito à saude negado por um protocolo de regulação de leitos de saúde que prioriza a burocracia em detrimento da vida. A repercussão do caso de Seu Asclepíades, obrigou Estado e municípios a enviarem ajuda para tranferir o idoso de São Rafael para Caicó, mas ele não resistiu. A burocracia matou Seu Asclepíades.