Após dizer que Bolsonaro traiu a nação, mulher é retirada do Alvorada

10 de junho de 2020

O presidente Jair Bolsonaro pediu que uma eleitora se retirasse do Palácio da Alvorada na manhã desta quarta-feira (10). A motivação para o pedido foi que a mulher declarou que o presidente traiu a população, se referindo ao combate do novo coronavírus.

“Nós temos hoje aqui 38 mil mortos por causa do Covid. O senhor, como chefe da nação, eu votei no senhor, fiz campanha para o senhor, acho até que o senhor me conhece. E eu sinto que o senhor traiu a nossa população”, afirmou.

Contrariado, Bolsonaro pediu para que ela se retirasse do local e cobrasse o governador de seu estado. “Se você quiser falar, sai daqui, que você já foi ouvida. Cobre do seu governador. Sai daqui”, ordenou o presidente.

Ela, contudo, não se retirou e não desistiu das cobranças. Em seguida, Bolsonaro acrescentou: “Está aí aquela figura falando abobrinha lá”.

Ao final, quando a mulher já tinha se retirado do local, o presidente disse que o bate-boca “vai ser matéria na imprensa o dia todo”.

Comentários


2 respostas para “Após dizer que Bolsonaro traiu a nação, mulher é retirada do Alvorada”

  1. Rivanilton Silva disse:

    É estava certo.

  2. Bia Sincera disse:

    Lamentável a postura de um “Chefe de Estado”, Bolsonaro tem que entender que foi eleito para ser o presidente de uma nação, para os que o criticam e não somente para quem lhe beija a mão! Assim como essa cidadã não só votei mas trabalhei muito para elegê-lo. Hoje reconheço que meu voto só serviu para tirar o PT. #NemPTnemBolsonaroNuncaMais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *