Barato que sai caro: alunos de curso da PM entram na mira do MPF por recebimento de auxílio emergencial

Os 252 alunos-soldados que receberam os R$ 600 de auxílio emergencial, além de enfrentar apuração da Polícia Militar, agora terão de lidar com eventuais consequências federais de seus atos.

É que o Ministério Público Federal decidiu instaurar procedimento para apurar eventual prática de improbidade administrativa contra eles.

Os alunos fazem parte da formação da Polícia Militar e recebem auxílio de R$ 1.045,00 do governo do Rio Grande do Norte.

De acordo com o procurador Paulo Sérgio Duarte, a notícia de eventual ilícito que estava em posse dele deve avançar para investigação.

“Ainda são necessárias mais diligências para verificar se houve realmente alguma irregularidade ou ato de improbidade administrativa no fato acima mencionado e, em caso afirmativo, quais foram elas e quem são seus responsáveis”, registrou o procurador no ato de instauração do inquérito.

About author

dinarteassuncao

Comente: