fbpx


Prefeitura de Areia Branca atribui alta taxa de mortes por covid-19 na cidade a circunstâncias fora de controle da gestão

11 de julho de 2020

Em reação ao texto segundo o qual Areia Branca tem uma das maiores taxas de morte por covid-19 no Brasil, a Prefeitura de Areia Branca enviou o texto abaixo:

Os primeiros casos da covid-19 registrados na cidade vieram através de trabalhadores do Terminal Salineiro Luís Fausto de Medeiros, conhecido como Porto ilha onde passa 90% do sal produzido no Brasil, que não eram moradores do município.

A falta de medidas de fiscalização e de controle no desembarque fez a Prefeitura de Areia Branca obter liminar favorável na Justiça Federal, ainda no mês de março após a publicação no dia 18 de março do primeiro Decreto Municipal de enfrentamento ao Coronavírus, para que a Companhia de Docas do RN – Codern, no prazo de 24 horas, realizasse as providências preventivas em relação ao controle e transmissão da doença.

Quando os óbitos começaram a ser registrados, a rapidez dos casos preocupou a prefeita Iraneide Rebouças que firmou parceria com um grupo de médicos infectologistas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) que passaram a oferecer consultoria aos profissionais de saúde, inclusive ofertando um maior número de testes fazendo de Areia Branca um dos municípios que mais se testa e isso contribui para um grande registro de número de casos. Quem não testa não aparece na estatística.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) a medida é uma das mais efetivas para conter a doença por permitir o isolamento dos infectados e antecipar o tratamento dos que desenvolveram. No entanto, ainda não se sabe o motivo, Areia Branca possui uma incidência acima do habitual de pessoas com comorbidade como diabetes e hipertensão.

A baixa adesão à quarentena e ao isolamento social fez com fosse decretado o lockdown no dia 12 de junho quando também foram antecipados três feriados municipais e o Isolamento Rígido está prorrogado até os dias atuais.

Os índices de contaminação e do número de pessoas curadas passaram a trazer um alento, se pensou em iniciar a segunda fase da retomada gradativa das atividades, no entanto, seguindo o Governo do Estado, ocorreu a suspensão por mais sete dias, o que deve acontecer em 15 de julho, após se observar a situação dos leitos de UTI.

Areia Branca foi um dos primeiros municípios do RN a adotar a profilaxia com entrega dos medicamentos na casa de pacientes do grupo de risco cadastrados na Secretaria de Saúde. Após a adoção o número de novos casos no atendimento no Centro de Saúde José Nogueira de Melo, estruturado para somente receber pacientes com Covid-19 com plantão médico de segunda a sábado das 7 da manhã às 19 horas, caiu em torno de 60%.

Areia Branca também foi uma das pioneiras no RN a utilizar desinfecção nos locais de maior movimento e depois se estendeu a toda extensão da cidade e zona rural, como também fez a instalação de pias com água e sabão para higienização das mãos e desenvolveu farta campanha educativa e informativa para população.

Ou seja, as medidas foram tomadas mesmo diante da situação atípica do município, o que inclui a grande quantidade de empresas de sal e energia, consideradas de serviços essenciais e não podem ter a atividade suspensa, além do terminal salineiro.

Sem esquecer a posição geográfica vizinho a Mossoró e próxima ao Ceará. Locais de grande incidência dos casos de coronavírus no início da pandemia.

A partir deste sábado (11) as balsas que fazem a travessia Areia Branca/Grossos ficam suspensas durante os finais de semana para coibir a entrada de turistas e visitantes uma vez que Areia Branca permanece com controle de entrada e saída nas vias terrestre e hidroviária. Como também será intensificada a barreira sanitária instalada na entrada da cidade e fiscalização nas praias.

Comentários


2 respostas para “Prefeitura de Areia Branca atribui alta taxa de mortes por covid-19 na cidade a circunstâncias fora de controle da gestão”

  1. […] a emitir nota para explicar o caso. Em seu texto, a gestão da prefeita Iraneide Rebouças citava entre seus argumentos, que os primeiros casos de covid-19 foram registrados em trabalhadores do porto-ilha, sob a gestão […]

  2. […] a emitir nota para explicar o caso. Em seu texto, a gestão da prefeita Iraneide Rebouças citava entre seus argumentos, que os primeiros casos de covid-19 foram registrados em trabalhadores do porto-ilha, sob a gestão […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code