Brasileiros trocam arroz, feijão, carne e frutas por sanduíche e pizza

21 de agosto de 2020

O arroz e o feijão continuam sendo o carro chefe da dieta brasileira, em geral acompanhados de alguma proteína animal, segundo números da nova Pesquisa de Orçamento das Famílias (POF), do IBGE, divulgada na manhã desta sexta-feira, 21. Segundo o instituto, no entanto, entre o levantamento de 2008/2009 e este último, de 2017/2018, houve uma redução no consumo desses alimentos e um aumento na ingestão de fast food.

A frequência do consumo de arroz, por exemplo, ainda é muito predominante, mas caiu de 82,7% para 72,9%. A do feijão, de 72,1% para 59,7% e o de carne bovina de 43,8% para 34,6%. A frequência do consumo de frutas também teve uma queda acentuada, de 45,4% para 37,4%. No entanto, a frequência na ingestão de sanduíches e pizzas creseu de 10,5% para 17%.

Ainda assim, a grande maioria dos alimentos consumidos diariamente pelos brasileiros são naturais ou minimamente processados, o que é positivo na avaliação dos especialistas. Mas esse modo de vida pode estar ameaçado pela comida ultraprocessada.

O brasileiro, segundo o IBGE, também continua consumindo sal e açúcar em excesso. Curiosamente, houve um aumento na frequência do consumo de salada crua (de 10,4% para 15,7%) e uma queda significativa no consumo de refrigerantes (de 38% para 27%) — duas tendências consideradas positivas.

Estadão

Comentários 0


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code