O passo a passo para trocar de carro

14 de setembro de 2020

A dúvida sobre se se deve trocar de carro ou não volta e meia assola os proprietários de veículos automotores. Seja por que o carro já está um pouco “velho” ou está começando a dar muitos problemas, ou porque ele não se enquadra mais nas suas necessidades ou simplesmente porque você quer um outro carro ou versão, em algum momento da sua vida você tornará a pesquisar os carros à venda.

No entanto, por mais dinheiro que você eventualmente tenha, esta é uma operação que demanda um volume considerável de dinheiro, além da burocracia. Além disso, ninguém quer perder tempo, energia e dinheiro fazendo uma transação que não traz bons resultados.

Veja um passo a passo completo e detalhado para você saber trocar de carro de forma correta e eficiente.

Quando é o momento certo de trocar de carro?

A primeira coisa a se fazer para se trocar de carro é justamente saber o momento certo de fazer isso. Contudo, é simplesmente fundamental que se faça um planejamento na hora de se comprar um outro carro.

Afinal, qual será o prazo de validade de um carro? Na década de 70 e 80, por incrível que pareça, a durabilidade de um carro era menor do que se pensa. Atualmente, as montadoras tem ofertado uma garantia que vai de três a cinco anos. Em outras palavras, as peças e os veículos como um todo melhoraram muito no que tange ao grau de confiabilidade e durabilidade.

A propósito, algumas peças do carro possuem um prazo de validade bem definido como, por exemplo, o óleo, a pastilha de freio e os pneus. As outras peças variam de durabilidade a depender do quanto o dono do carro zela por ele. Anteriormente, a corrosão era uma realidade terrível para os carros. Todavia, ela praticamente não existe hoje em dia.

Tendo tudo isso em mente, quais são os motivos que devam impulsionar você a desejar trocar de carro? Confira logo abaixo:


• Manutenção
Se você adquiriu um carro zero, o momento de trocar de carro dependerá do tempo de uso ou da quilometragem dele. Isso porque a partir de aproximadamente 50 ou 60 mil quilômetros rodados, as revisões no mecânico começam a ficar mais onerosas.
É a partir dessa quilometragem também que começa a ocorrer um desgaste das peças. Isso representa mais problemas e também mais gastos.

• Valor do seguro
Conforme o tempo passa, o IPVA fica mais barato, o que é uma vantagem bem interessante. Entretanto, a cada ano que se passa, o seguro vai ficando mais caro. Nesse caso, vale calcular se vale a pena se compensa comprar um novo, que ainda que tenha um IPVA mais caro, tem um seguro mais barato.

• Condições financeiras
Estude seu carro com atenção e avalie a sua condição financeira no instante em que o veículo alcançar os 60 mil quilômetros. Se você sempre cuidou muito bem do carro e ele está em boas condições, o mais recomendado é você permanecer com ele até que o seu orçamento mensal dê conta de suportar os gastos com o carro novo.

Passo a passo detalhado para trocar de carro com segurança

Observe adiante um guia completo para saber como trocar de carro com toda a segurança e inteligência:
• Determine o modelo de carro que deseja adquirir
É fundamental que o seu planejamento comece pela escolha do tipo de carro que você quer comprar. Esse carro precisa ser adequado ao seu perfil e necessidades. Se você é casado e tem três filhos, um hatch, por exemplo, não é a melhor a escolha. Uma minivan seria mais recomendada, nesse caso.

Saiba quais são as suas necessidades e, a partir daí, liste os modelos que comporão o seu leque de opções.

• Faça planejamento com antecedência
Se você intenciona comprar um carro com calma e sem se lamentar depois, o recomendado é iniciar seu planejamento com 1 ano de antecedência. O mínimo é 6 meses, mas 1 ano seria o ideal. Esse período é importante para você pesquisar como anda o mercado, juntar o dinheiro da entrada, enfim, tomar medidas que possam ajudar a obter descontos e facilidades.

• Corra atrás de programas de vantagens
Existem montadoras que proporcionam cartões de benefícios para a compra de carros novos, como a Fiat, por exemplo, que oferece um cartão que possibilita que o usuário acumule pontos e, posteriormente, obtenha descontos na compra de um novo carro da marca italiana.
• Efetue uma pesquisa de preços
Uma das coisas mais inteligentes a se fazer antes de sair para comprar um carro novo é pesquisar previamente os preços. Para isso, a internet é uma útil e poderosa aliada. Nela você pode consultar os sites das montadoras, sites em geral especializados em carros. Não deixe também de fazer a consulta da tabela FIPE e grave bem na mente essas informações todas para não agir sem pensar quando for negociar o veículo posteriormente.

• Aposte na pechincha
Absolutamente ninguém pode deixar passar batida a oportunidade de tentar pechinchar. Converse com o vendedor e procure negociar um bom desconto. Nesse sentido, a tabela FIPE nem sempre é uma boa ideia, pois há concessionárias que oferecem exemplares com valor abaixo da tabela. Procure insistir bastante para ver o que consegue.

• Pesquise a respeito dos custos envolvidos no financiamento
Se você não pode comprar o carro à vista, provavelmente irá querer financiá-lo. Sendo assim, é fundamental que você pesquise financiamentos em diferentes instituições financeiras. Observe com toda a cautela não apenas a taxa de juros cobrada, mas também o famoso C.E.T (Custo Efetivo Total), que engloba juros, seguro,IOF e uma série de outros encargos e taxas.

Averigue se o valor final da parcela está de acordo com o seu orçamento ou não. Aliás, quanto maior for o prazo para pagamento, menores serão as parcelas.

Agora você sabe todos os detalhes que precisam ser considerados na hora de se trocar de carro.

Comentários 0


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code