fbpx


Após mortes, o apelo para a duplicação da rodovia da morte

25 de setembro de 2020

Familiares de pessoas mortas em acidentes na BR-304, a rodovia da morte que liga Natal a Mossoró, iniciaram uma campanha pela duplicação da estrada. Nas redes sociais o movimento está ganhando força. No entanto, de acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), não há previsão para que isso aconteça. Para 2021, está prevista apenas a contratação de uma empresa especializada para elaboração do projeto de duplicação.

Por enquanto, apenas um trecho de 26 km, na região da Reta Tabajara, em Macaíba, está sendo duplicado. Com as obras em 38%, a previsão de entrega é para dezembro de 2021. Os serviços se arrastam há pelo menos cinco anos.

Uma das famílias que encabeçam a luta pela duplicação da BR-304 é a do menino Gabriel Victor, que tinha apenas 6 anos quando morreu em uma colisão frontal na rodovia, em maio deste ano.

“É um pedido dos norte-rio-grandenses de que essa BR seja duplicada. Eu desde criança escuto que a BR vai ser duplicada, que tem projeto, mas nunca a gente vê algo prático sendo feito”, justifica Clélio Diego, pai do menino, em entrevista ao portal G1-RN.

Em agosto, quatro jovens saíram de Mossoró para passar o fim de semana em Natal. No entanto, nunca chegaram. O carro em que elas estavam colidiu de frente com um caminhão e todas perderam a vida.

“Só a família sabe o quanto dói você sair de casa pra buscar um ente querido seu que foi vítima de acidente. Porque é triste a situação, é muito triste! Dói, dói muito você saber que quatro jovens foram vítimas de um acidente por irresponsabilidade de uma BR que está mal sinalizada, está mal acabada, isso é triste. Então fica aqui meu apelo em nome de todas as famílias”, declarou a tia de três das quatro meninas, Conceição Medeiros, também ao G1.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a rodovia da morte já registrou 17 óbitos entre janeiro e setembro deste ano. Em vídeo enviado à imprensa, o órgão reforçou a necessidade de o motorista cumprir as leis de trânsito, já que a maioria dos acidentes acontecem por falha humana.

Foto: Rafael de Andrade/De Olho no RN

Comentários %


Uma resposta para “Após mortes, o apelo para a duplicação da rodovia da morte”

  1. […] Com mais um óbito, a BR-304 já registra pelo menos 18 mortes de janeiro a setembro deste ano. Familiares de vítimas fatais de acidentes iniciaram uma campanha pela duplicação da rodovia. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code