fbpx


Porto de Natal recebe ‘scanner’ para combate ao tráfico de drogas; 5,5 toneladas de cocaína foram apreendidas em 20 meses

8 de outubro de 2020

A Companhia de Docas do Rio Grande do Norte (Codern) anunciou que o Porto de Natal recebeu, nesta quinta-feira (8), o “scanner” de contêineres. O equipamento será utilizado no combate ao tráfico de drogas pelo terminal natalense.

De acordo com a Codern, as imagens geradas pelo scanner serão enviadas diretamente para a Receita Federal.

Segundo os dados da Polícia Federal, enviados ao Blog do Dina, de fevereiro de 2019 até outubro de 2020, foram apreendidas cerca de 5,5 toneladas de cocaína no Porto de Natal.

No período, a maior apreensão foi registrada em 13 de fevereiro de 2019, quando 2.079 quilos da droga foram encontrado em um contêiner. No dia anterior, uma carga de 1.275 quilos de cocaína já tinham sido apreendidos no terminal.

Veja os dados das apreensões no Porto de Natal:

12 de fevereiro de 2019 – 1.275 kg
13 de fevereiro de 2019 – 2.079 kg
25 de fevereiro de 2019 – 12,2 kg
13 de maio de 2019 – 1.038 kg
05 de setembro de 2019 – 70,8 kg
15 de agosto de 2020 – 703,9 kg
03 de outubro de 2020 – 238,9 kg
Obs: Apreensões de cocaína exclusivamente no Porto de Natal

Confira a nota da Codern na íntegra:

A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) informa à Sociedade Potiguar que o Porto de Natal recebeu, nesta quinta-feira (08), o esperado “scanner” de contêineres. Os procedimentos de instalação foram iniciados, imediatamente, para a operação.

As conversações e negociações com os agentes públicos (Polícia Federal, Receita Federal, Anvisa e Ministério da Agricultura), armadores (CMA CGM) e operadores portuários (Progeco) que operam no Porto estão em andamento desde 2019 no sentido de aumentar a segurança.

A CODERN apresenta o agradecimento ao armador CMA CGM e ao operador portuário, Empresa Progeco, bem como ao conjunto de fruticultores (os principais clientes), que tornaram realidade a implantação e o funcionamento dessa necessária ferramenta de fortalecimento da Segurança.

Finalmente, informamos que, a partir da entrada em operação do “scanner”, a Receita Federal passa a receber diretamente as imagens geradas pelo equipamento.

Assim, pode-se comprovar que foi dado mais um passo no sentido de transformar a operação e aumentar a credibilidade do Porto de Natal, qualificando-o como porta de entrada e saída do empresariado da região.

Comentários %


Uma resposta para “Porto de Natal recebe ‘scanner’ para combate ao tráfico de drogas; 5,5 toneladas de cocaína foram apreendidas em 20 meses”

  1. Cremildo Batista disse:

    Porque é administrado pela Docas do Ministério dos Transportes do Governo Federal, passar esse tempo todo sem um scanner, vergonha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code