fbpx


Renan Bolsonaro estreia programa no YouTube com disputa de quem fez mais sexo e tese sobre racismo

7 de janeiro de 2021

“Fala comigo, seus betas! Chega aqui que vou te ensinar a ser alfa”.

Foi essa a frase de abertura que Jair Renan Bolsonaro escolheu para lançar nesta terça-feira (4) um programa no YouTube com o nome “Condomínio 04”, em referência ao episódio em que seu pai disse que o filho havia namorado metade do condomínio onde moravam, o Vivendas da Barra, no Rio.

Na época, Jair Bolsonaro tratava de suposto envolvimento de Jair Renan com a filha de Ronnie Lessa, que também morava no condomínio e está preso, acusado de envolvimento na morte de Marielle Franco e Anderson Gomes.

Nesse primeiro episódio, o influenciador Raiam Santos chama Jair Renan de “comedor de condomínio” logo de saída, que responde que o interlocutor “comeu metade do mundo já”. Raiam responde: “só 35 países”.

O filho do presidente então mantém o interesse e pergunta qual o país em que Raiam acredita ter tido as melhores experiências. “Brasil, sempre”, diz o influenciador.

“E o que você mais comeu gente?”. “Brasil. Ah, país estrangeiro? Rússia”, esclarece Raiam, que tem 1,5 milhão de seguidores no Instagram e diz ter faturado R$ 35 milhões com internet.

A expressão escolhida por Renan, “comer gente”, foi a mesma utilizada por seu pai em 2018, quando perguntado pela Folha sobre o motivo para receber auxílio-moradia como deputado mesmo tendo imóvel próprio em Brasília.

“Como eu estava solteiro naquela época, esse dinheiro de auxílio-moradia eu usava pra comer gente”, disse o então parlamentar.

Durante a conversa com Jair Renan, o influenciador Raiam Santos diz que o ser humano é racista por natureza e que não há como corrigir.

“Meu pai sempre instalava no meu HD mental que por ser preto, no Brasil, você tem que ser duas vezes melhor. Você tem que matar a objeção da pessoa sobre você duas vezes”, afirma.

“Não tem como lutar contra isso. O céu é azul, o ser humano é racista por natureza. Fui educado desde cedo que não tem como lutar. A maneira de lutar contra isso é ser a melhor versão de mim mesmo. Nada de vitimismo, nada de sentir pena de si mesmo, nada de se apequenar”, diz, que recebe de volta um aceno positivo de Jair Renan.

O papo não gerou engajamento significativo: 7.331 visualizações até a noite desta quarta-feira (6).

Folha de S. Paulo

Comentários 0


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code