fbpx


PGR aponta articulação entre Daniel Silveira e blogueiros por ato antidemocrático

20 de fevereiro de 2021

As investigações da Procuradoria-Geral da República (PGR) e da Polícia Federal sobre o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), preso na terça-feira, detectaram relações dele com empresários e blogueiros bolsonaristas e sua atuação para incentivar a realização de um ato no Quartel do Exército, em Brasília, ocorrido em 19 de abril, marcado por ataques ao Congresso e ao Supremo Tribunal Federal (STF).

As manifestações de Silveira nas redes sociais foram um dos principais exemplos usados pela PGR para solicitar a abertura do inquérito dos atos antidemocráticos.

A investigação descreve uma mobilização orquestrada nas redes sociais para impulsionar a manifestação em frente ao Exército, realizada em Brasília, que contou até mesmo com a presença do presidente Jair Bolsonaro.

Intervenção militar

Silveira teve papel de destaque nessa mobilização e fez referências ao fechamento do STF e a uma eventual intervenção militar, relata a investigação.

Às vésperas do ato, o parlamentar fez alusão à declaração do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) de que só seria necessário “um cabo e um soldado” para fechar o STF.

Silveira publicou: “Se precisar de um cabo, estou à disposição”, acompanhado da frase “Fechado com Bolsonaro”. Ele também escreveu: “Já passou da hora de contarmos com as Forças Armadas. Passou!”.

O GLOBO | Foto: Sergio LIMA / AFP

Comentários 0


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code