fbpx


Bolsonaro critica home office de presidente da Petrobras: ‘Está há 11 meses em casa, sem trabalhar’

22 de fevereiro de 2021

Após indicar o general da reserva Joaquim Silva e Luna para o comando da Petrobras, Jair Bolsonaro voltou a criticar, nesta segunda-feira, 22, o fato de o presidente da empresa, Roberto Castelo Branco, estar trabalhando em home office desde março, em razão da pandemia de covid-19.

“O atual presidente da Petrobrás está há 11 meses em casa, sem trabalhar. Trabalha de forma remota. Agora o chefe tem que tá na frente, bem como seus diretores. Então isso pra mim é inadmissível”, disse.

“Ninguém quer perseguir servidor, muito pelo contrário, temos que valorizar os servidores, agora, o Petróleo é nosso ou é de um pequeno grupo no Brasil? Ninguém vai interferir na política de preços da Petrobrás”, afirmou Bolsonaro.

Bolsonaro negou que exista em curso uma interferência sua na Petrobrás, mas deixou clara a sua insatisfação com a política de preços adotada pela estatal. O mercado reagiu mal ao anúncio da troca de comando da empresa e as ações da estatal têm forte queda na Bolsa brasileira nesta segunda.

Ao falar sobre a desejada troca na presidência da Petrobrás, Bolsonaro afirmou que a política adotada na estatal “só tem um viés” e que isso tem alegrado “alguns do mercado financeiro” por “atender os interesses próprios de alguns grupos”.

Estadão

Comentários 0


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code