fbpx


WhatsApp detecta disparo em massa de mensagens após decisão do STF que anulou condenações de Lula

10 de março de 2021

Uma ação de disparo de mensagens em massa pelo aplicativo Whatsapp foi colocada em prática na manhã desta quarta-feira, após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que anulou as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o liberou para ser candidato.

A ação foi identificada pelo setor de tecnologia do aplicativo, que imediatamente baniu os números envolvidos, segundo a própria empresa.

Números de telefones desconhecidos, vinculados a laranjas, dispararam uma imagem em preto e branco do ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB) acompanhada da frase “Geddel Livre”.

O ex-ministro ficou preso entre 2017 e 2020 por suspeitas de corrupção e lavagem de dinheiro identificadas na Operação Cui Bono, conduzida pela Força-Tarefa Greenfield em Brasília.

O GLOBO teve acesso a mensagens do disparo em massa feitas por número de telefones celulares com DDDs de Minas Gerais, Goiás, Pará e Rio de Janeiro.

Cadastros de serviços de proteção a crédito sobre alguns desses números de telefones identificaram como usuários diferentes pessoas com renda de R$ 1.000 a R$ 1.500 que residem no interior do Maranhão e de Minas.

Veja a reportagem completa em O GLOBO.

Comentários 0


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code