fbpx


Com covid-19, Paulo Gustavo apresenta piora e é intubado

22 de março de 2021

O ator Paulo Gustavo, 42, internado em um hospital do Rio de Janeiro com covid-19, apresentou piora e precisou ser intubado na noite deste domingo, 21. O humorista está hospitalizado desde o dia 13.

A assessoria de Paulo Gustavo confirmou em comunicado: “O ator, em plena consciência de seu estado, necessitou entrar em ventilação mecânica invasiva, para ser tratado de forma mais segura. Todas as medidas de segurança estão sendo tomadas e a equipe profissional que o atende permanece confiante na sua plena recuperação”.

“A família do ator agradece aos fãs pelo carinho e pede que continuem a enviar boas energias e orações para sua recuperação, assim como de todos os brasileiros que se encontram na mesma situação”, afirmou a equipe do humorista.

Thales Bretas, marido de Paulo Gustavo, se pronunciou pelas redes sociais após o agravamento do quadro de saúde. “Hoje o amor da minha vida, Paulo Gustavo, tomou mais um passo na cura da infecção pelo covid-19. Foi sedado e intubado para que a cura consiga se estabelecer nos seus pulmões sem cansá-lo tanto com a falta de ar que o incomodava. Estou calmo, confiante e tenho certeza que será um passo importante para a melhora completa do nosso guerreiro! Ele que é jovem, saudável, sem comorbidades e super cuidadoso, está passando por isso”, escreveu.

O médico fez um pedido para seus seguidores: “Peço, por favor, que tomem muito cuidado, redobrem as medidas de segurança, porque essa infecção é uma loteria e mais pessoas não merecem sofrer. Peço que continuem as correntes de oração e energia, que com certeza estamos recebendo! Tenho muita fé e sei que já já ele estará alegrando a minha vida e a de muita gente por aí novamente”.

Thales também agradeceu o apoio dos fãs de Paulo Gustavo. “Não consigo responder a todos os amigos que, tenho certeza, só tem mensagens de carinho, afeto e torcida! Mas agradeço aqui a todos e peço que continuem orando, que que a cura tá chegando! E orem por todos com covid, que essa doença não é nem nunca foi uma gripezinha”.

Estadão

Comentários 0


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code