fbpx


Desarticulação e intrigas entre Ramos, Onyx e Flávia Arruda afetam estratégia do governo na CPI da Covid

1 de maio de 2021

Alvo da CPI da Covid, o governo Bolsonaro tem tropeçado em sua própria desarticulação política. Uma rede de intrigas no Palácio do Planalto colocou em rota de colisão os ministros Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil), Flávia Arruda (Secretaria de Governo) e Onyx Lorenzoni (Secretaria-Geral) — que, nos últimos dias, travaram uma disputa por mais poder e influência nos bastidores.

Desde que a CPI foi instalada por determinação do Supremo Tribunal Federal, o governo acumula derrotas no Senado. A comissão foi ocupada por uma maioria de parlamentares independentes ou de oposição; o senador Renan Calheiros (MDB-AL), crítico do presidente Jair Bolsonaro, tornou-se relator; e vários requerimentos que tem como alvo a gestão do combate à pandemia pelo governo foram aprovados.

Veja os detalhes em O GLOBO.

Comentários 0


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code