fbpx


PF intima Bolsonaro sobre ataque hacker ao TSE em 2018

14 de dezembro de 2021

A Polícia Federal vai ouvir o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), no caso de vazamento de inquérito sobre ataque hacker no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em 2018, segundo apurado pela CNN. Não foi informado a data para o depoimento. A CNN entrou em contato com o Planalto e aguarda um retorno.

De acordo com as informações, Bolsonaro teria se utilizado do conteúdo de um inquérito e atacado a segurança das urnas e o sistema de votação, sem provas, em agosto deste ano.

No mesmo mês, o TSE enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma notícia-crime sobre documentos divulgados pelo presidente Bolsonaro nas redes sociais, com a alegação de que eles provariam a invasão nos sistemas eleitorais brasileiros.

À época, o TSE justificou o pedido de apuração de eventual delito cometido “por parte do delegado de Polícia Federal que preside as investigações, do deputado federal Filipe Barros (PSL) e do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, de informações confidenciais contidas no inquérito da Polícia Federal que investiga o ataque hacker sofrido pelo Tribunal em 2018”.

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, abriu investigação para apurar a conduta do presidente, atendendo uma notícia-crime apresentada pelo TSE.

Moraes também mandou investigar o deputado federal Filipe Barros (PSL-PR) e afastou o delegado da PF Victor Neves Feitosa. Além disso, o ministro do STF determinou que os links divulgados por Bolsonaro fossem removidos.

Para o ministro, o levantamento do sigilo pelo delegado da Polícia Federal e o compartilhamento dos documentos pelo presidente e o deputado bolsonarista podem configurar o crime de divulgação de segredo com potencial prejuízo à administração pública.

Segundo o TSE, a invasão não representou riscos às eleições de 2018.

CNN Brasil

Comentários 0


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code