fbpx


Não quero lhe preocupar, mas o que descobri nesses gráficos adianta o que pode estar para acontecer sobre a pandemia

10 de janeiro de 2022

Recebi nesses dias de um amigo em um grupo de WhatsApp a superposição de dois gráficos.

O primeiro gráfico eram as buscas no Google pelo termo “tesde de covid”.

O segundo gráfico indicava os casos de covid confirmados pelo Ministério da Saúde no Brasil.

A conclusão era a seguinte: toda vez que havia um pico de buscas no Google por testes de covid, dias depois, o país tinha um pico de casos registrados.

Parece até um pouco óbvio: se você suspeita que tem covid, vai na internet saber onde e como fazer o teste.

E então você faz. E, dando positivo, as estatísticas oficiais engrossam.

Não achei mais a imagem de meu amigo no WhatsApp.

Mas fui pegar os gráficos do Google e do Ministério da Saúde.

A constatação se repete.

No primeiro ano da pandemia, o pico de buscas no Google se deu em dois momentos, entre 28 de junho e 4 de julho e entre 27 de dezembro de 2020 e 3 de janeiro de 2021.

A imagem abaixo ilustra isso, onde os dois pontos mais altos do gráfico são os períodos citados acima.

Quando eu pego os gráficos sobre casos de covid efetivamente confirmados eu vejo que em 2020, os picos foram de 19 a 25 de julho e de 10 a 16 de janeiro de 2021 ou seja, dias após os picos no Google, conforme destaquei no gráfico abaixo.

2021

Agora vamos à curva de busca por testes de covid no Google nos últimos 12 meses.

Como a imagem abaixo ilustra, há dois picos, um entre 21 e 27 de março do ano passado, exatamente quando os casos registrados oficialmente também atingiram pico.

E outro pico dos últimos 12 meses, Dinarte?

Bem, estamos vivendo neste exato momento. A linha tracejada no fim do gráfico indica isso.

Se a tendência for confirmada, estamos para presenciar um novo pico de casos confirmados de covid-19 no Brasil.

Eu realmente não quero preocupar

Realmente não quero. Isso porque temos vacinas. Mas não significa que devemos ter um comportamento irresponsável, não é?

Não imagino a gente enfrentando uma onda de fechamentos porque a pressão sobre o sistema público de saúde que existe hoje não é como antes.

Com a população vacinada amplamente, apesar dos pesares, a covid-19 evoluiu para formas mais brandas.

Mesmo assim é preciso precaução.

Se cuidem.

Comentários %


Uma resposta para “Não quero lhe preocupar, mas o que descobri nesses gráficos adianta o que pode estar para acontecer sobre a pandemia”

  1. Tereza disse:

    Infelizmente, com vacina se contrai Covid e tb ja morreu muita gente, inclusive, jovem com comorbidade e sem comorbidade morreu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code