fbpx


Vacinação no Canadá dispara após exigência para compra de maconha

12 de janeiro de 2022

A procura por vacinas contra a Covid-19 quadriplicou no Quebec, a segunda província mais populosa do Canadá, na última semana. O aumento do número de inscrições para a imunização ocorreu logo após o anúncio da exigência do comprovante vacinal para a compra de bebidas alcóolicas e maconha na cidade.

De acordo com o ministro da Saúde da província canadense, Christian Dubé, o número de agendamentos diários saltou de 1,5 mil para mais de 6 mil.

A partir da próxima terça-feira (18/1), os não vacinados serão proibidos de entrar nas lojas associadas à Sociedade de Álcools do Québec (SAQ) e Sociedade de Cannabis do Québéc (SQC), órgãos que controlam a venda de álcool e maconha na região. A comercialização da maconha para fins recreativos é legalizada no Canadá desde 2018.

A decisão da exigência do passaporte sanitário, anunciada na última sexta-feira (7/1), foi uma estratégia do governo local para tentar ampliar a imunização e controlar os novos casos de Covid-19.

“Infelizmente, temos que proteger essas pessoas delas mesmas e proteger nossa rede de saúde”, disse Dubé na ocasião.

Metropoles

Comentários 0


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code