fbpx


Cratera na BR-101 Norte foi causada por colapso do sistema de drenagem; Dnit planeja desvio temporário

14 de setembro de 2022

A cratera que se abriu e interditou a BR-101 Norte perto do limite entre Natal e Extremoz, na noite de terça-feira (13), foi causada pelo colapso do sistema de drenagem que passa por baixo da via, segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Dnit).

A via está interditada nos dois sentidos. Segundo o órgão, os engenheiros responsáveis pela via trabalham em uma solução temporária para liberar o trânsito na região nos próximos três dias. Porém uma obra mais longa será necessária no trecho.

“Aqui embaixo tem um bueiro, um bueiro duplo arco de dois metros, um bueiro antigo, e ele entrou em colapso. Ele possivelmente afundou, ele arriou, então o serviço não é tão simples assim. Nós vamos ter que fazer a substituição desse bueiro. Talvez viabilizar a construção de uma ponte nesse local aqui. Então essa interdição ela vai se estender por algum tempo”, afirmou o general Daniel Dantas, superintendente regional do Dnit no Rio Grande do Norte.

De acordo com ele, a estrutura que cedeu é metálica e pode ter sofrido corrosão. Uma das opções é a substituição por estruturas de concreto ou a construção de um pontilhão no trecho.

Porém, a meta da equipe técnica é providenciar um desvio ou uma ponte temporária, para deixar o tráfego mais leve passar.

“Nós vamos avaliar a possibilidade de fazermos esse desvio aqui temporariamente até que se inicie a as obras mais robustas de substituição desse conjunto de bueiro. Agora a ideia é amenizar o transtorno”, disse o superintendente.

Ele não deu prazo para as obras de restauração da via.

G1 RN

Foto: Vinícius Marinho/Intertv Cabugi

Comentários 0


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code