Empresa 99 Pop critica regulamentação e se diz aberta ao diálogo com a Prefeitura de Natal

A plataforma de transporte de passageiros por aplicativo 99 se manifestou nesta terça-feira a pedido do Blog do Dina sobre o decreto do prefeito de Natal, Álvaro Dias, que regulamentou a atividade na capital.

A 99 se diz aberta ao diálogo e lembra que tentativas de regulamentar a atividade foram declaradas ilegais e cerceiam o direito das pessoas de gerar renda e escolher como desejam se locomover.

O blog antecipou nesta terça que o prefeito Álvaro Dias vai rever o decreto.

Confira o posicionamento da 99:

“A 99 está aberta ao diálogo com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana de Natal para construir uma solução que seja benéfica para a cidade, motoristas parceiros e cidadãos. Tentativas de regulamentar o transporte por aplicativos que vão contra a Legislação Federal e o entendimento do Supremo Tribunal Federal sobre esta atividade são inconstitucionais e apenas ferem o direito das pessoas de gerar renda e escolher como desejam se locomover pela cidade. A empresa acredita que o entendimento da administração municipal será revisto com base no diálogo e na jurisprudência sobre o tema.”

PSL reedita século XIX e quer manter à força filiados que querem formar o Aliança

Os idos dos anos 1800 só estão distantes temporalmente. 

Culturalmente, o passado está vivo no presente.

Filiados do PSL no RN reportam ao Blog do Dina que não estão conseguindo desfiliação do partido.

A turma de pretensos dissidentes que ir para o Aliança, nova agremiação que reunirá a pauta identificada com Bolsonaro.

Embora o Aliança não estejam formalizado ainda, no PSL não querem ficar, mas os pedidos de desfiliação, relatam, se avolumam sem encaminhamentos ou resoluções.

Cobradas, as explicações que a turma pede perdem-se no limbo. Chegaram à conclusão que a falta de resposta é a resposta em si: haverá dificuldade para sair. Não sairão facilmente. 

Vai terminar na Justiça Eleitoral, que fará o papel de princesa Isabel e abolirá o vínculo. 

 

Hermano e Souza no PSB

O PSB do Rio Grande do Norte marcou para a próxima quinta-feira (6), às 17h40, no auditório da Assembleia Legislativa, a filiação dos deputados estaduais Hermano Morais e Souza. Durante o ato, prefeitos, vereadores e demais lideranças também serão filiadas.

O presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira, participa do ato, que será presido pelo deputado federal Rafael Motta, que está à frente da legenda no Estado.

UFRN inicia cadastramento de aprovados no Sisu

Com a divulgação do resultado do Sistema de Seleção Unificada (SiSU-2020) pelo Ministério da Educação (MEC), a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) inicia o período de cadastramento dos alunos ingressantes do ano letivo de 2020, nesta quinta-feira, 30, para os aprovados dos campi de Natal, Macaíba, Santa Cruz, Caicó e Currais Novos. Os candidatos devem realizar o envio eletrônico prévio da documentação exigida para o cadastramento hoje, 29, pela plataforma disponível no Portal do Candidato, no www.sisu.ufrn.br.

Governo anuncia investimento de R$ 5 bi de empresa estrangeira no RN

O Rio Grande do Norte receberá dentro dos próximos anos um investimento de aproximadamente R$ 5 bilhões em uma área inovadora da geração de energia no Brasil: parques eólicos instalados no mar (offshore). Os primeiros passos para a construção do parque foram discutidos na tarde desta terça-feira (28) durante reunião entre a equipe do Governo do Estado e os diretores da empresa ítalo-brasileira BI Energia, responsável pelo investimento.

Se tudo o que o MPF tem contra Glenn Greenwald está nesta denúncia, então ele não tem nada

Fio um fio no Twitter sobre a denúncia contra Glenn Greenwald na Operação Spoofing após ler a peça. A conferir se esse caso segue adiante. 

Clique na imagem para a íntegra do fio ser aberta (no Twitter):

 

Spoofing: Até ligações via aplicativo os hackers tentaram grampear

A peça em que o MPF denuncia sete envolvidos no hackeamento de autoridades tem curiosidades interessantíssimas.

Um dos denunciados foi o jornalista Glenn Greenwald, que publica as conversas no The Intercept. Sobre isso voltarei mais tarde.

A turma liderada por Delgatti, principal hacker, se adiantou para hackear até as ligações feitas pelo telegram. Não há indícios de que tenha conseguido.

Como se sabe, usuários que fazem ligação por WhatsApp ou Telegram, que são codificados, é porque querem elevar ainda mais o grau de segredo. Preferem falar ao invés de documentar na conversa.

[VÍDEO] O povo num tá nem aí pra briguinha das bolhas direita x esquerda

Carlos Eduardo Xavier vira exemplo do que falta a outros secretários de Fátima

Entre idas e vindas na ALRN, deputados de oposição observaram que Carlos Eduardo Xavier tem as qualidades que faltam a muitos secretários de Fátima.

Sua capacidade de dialogar e construir consenso foi elogiada.

‘Coisa que falta aos outros secretários’, disparou Tomba Farias.

Indaguei por nomes.

“Principalmente o da Saúde”, respondeu prontamente.

Governo cede e compensará municípios com R$ 80 milhões

Conforme antecipado pelo blog, a proposta de sibstitutivo do Proedi tem consenso onde há perdas e ganhos para prefeitos e governo na disputa pelo Proedi.

No acordo apurado pelo blog o governo vai compensar as perdas das prefeituras no percentual de 75% em 2019 e 2020.

As prefeituras, para recapitular, reclamam de perdas na arrecadação de impostos após o novo modelo de renúncia fiscal do governo para atrair indústrias.

De acordo com Carlos Eduardo Xavier, secretário de Tributação do Estado, o impacto do acordo é de R$ 80 milhões para os cofres do governo nos dois anos.

A partir de 2021, no entanto, o modelo do Proedi não terá compensações para os municípios.

Funcionário prova refeições de Bolsonaro, que teme envenenamento; presidente também acha que fantasmas assombram Palácio da Alvaroda

O presidente Jair Bolsonaro deu entrevista à Veja.

Lá estão catalogados hábitos incomuns e que refletem o delírio: um funcionário prova a comida antes de servir a Bolsonaro, que teme envenenamento.

Ele também acha que o palácio é assombrado por fantasmas, a quem atribui os sons noturnos que ecoam na construção de Niemeyer.

PF indicia hackers que roubaram mensagens de autoridades e conclui que Glenn Greenwald não praticou crime

 Polícia Federal concluiu, nesta quarta-feira (18), o relatório do inquérito que investigou a invasão das contas de Telegram do ministro Sergio Moro (Justiça), de procuradores da Lava Jato, como Deltan Dallagnol, e de outras autoridades.

Seis pessoas foram indiciadas, segundo a PF, sob suspeita de terem cometido os crimes de integrar organização criminosa, invadir dispositivo informático alheio e interceptar comunicação telemática ilegal.

Ao jornalista Glenn Greenwald, fundador do Intercept, não é imputado nenhum crime. A PF aponta que o jornalista, em mais de um diálogo com os hackers, na condição de fontes, se mostrou cauteloso quanto a não participar da execução do crime.

A ex-deputada Manuela d’Ávila (PC do B), que fez a ponte entre o hacker e Greenwald, também não é apontada como suspeita.

A ‘botija’ de Ricardo Coutinho, suspeito de enterrar dinheiro

Promotores paraibanos suspeitam que Ricardo Coutinho, ex-governador da Paraíba, enterrou parte do dinheiro que teria desviado, informou Lauro Jardim.

São as lições de Gedel Vieira Lima, flagrado com dinheiro no alto de um apartamento.

Em sendo verdade o enredo paraibano, o desatino levou o ex-governador Coutinho a tirar as cédulas de vista. Melhor enterrá-las.

 

Ibama decidiu rejeitar relatório que desmente investigação da PF sobre navio Bouboulina

O Ibama decidiu rejeitar o relatório que apontou erro na interpretação segundo a qual a mancha no mar atribuída à passagem do navio Bouboulina se referia a óleo.

O estudo foi feito pela empresa HEX Tecnologias e rejeitado pelo Ibama depois que o coordenador-geral do Cenima (Centro Nacional de Monitoramento e Informações Ambientais) viu problemas no documento.

O Ibama entendeu que o relatório tinha, segundo o órgão, baixa qualidade técnica e elevado custo – mais de R$ 300 mil.

Relatório entregue ao Ibama contesta versão do MPF no RN contra navio grego e diz que mancha apontada como óleo era clorofila

Um relatório do Centro Nacional de Monitoramento e Informações Ambientais (Cenima), do Ibama, concluiu que a mancha de óleo que aparece descrita no inquérito da Polícia Federal no RN e do MPF no RN como óleo é, na verdade, clorofila.

O material dos órgãos de controle federal serviu de apoio para deflagrar uma operação contra a Delta Tankers, proprietária do navio Bouboulina, apontado pelos investigadores federais no RN como principal suspeito de derramar óleo na costa brasileira.

O material do Cenima, no entanto, desmente essa versão. A íntegra do relatório foi obtida pelo blog e pode ser consultada aqui.

“Diante do exposto, após a análise detalhada do ‘Relatório de Execução – Detecção de Manchas de Óleo’, gerado pela empresa HEX em outubro de 2019, bem como dos arquivos digitais georreferenciados contendo os polígonos associados as feições de óleo iden/ficadas pela empresa, e a posterior integração desse material com um conjunto de imagens de satélites disponíveis em catálogos nacionais e internacionais, o CENIMA não reconhece as feições iden/ficadas e registradas no relatório em foco como feições associadas a um processo de poluição por óleo”, diz trecho do relatório.

A HEX é a empresa que fez o relatório, com base em dados de satélites. O relatório, que aponta para manchas de clorofila, foi rejeitado pelo Ibama.

Não é a primeira vez que a versão oficial dos órgãos de investigação é contestada. Relatório anterior da UFAL também havia contrariado a narrativa oficial.