[VÍDEO] O povo num tá nem aí pra briguinha das bolhas direita x esquerda

Carlos Eduardo Xavier vira exemplo do que falta a outros secretários de Fátima

Entre idas e vindas na ALRN, deputados de oposição observaram que Carlos Eduardo Xavier tem as qualidades que faltam a muitos secretários de Fátima.

Sua capacidade de dialogar e construir consenso foi elogiada.

‘Coisa que falta aos outros secretários’, disparou Tomba Farias.

Indaguei por nomes.

“Principalmente o da Saúde”, respondeu prontamente.

Governo cede e compensará municípios com R$ 80 milhões

Conforme antecipado pelo blog, a proposta de sibstitutivo do Proedi tem consenso onde há perdas e ganhos para prefeitos e governo na disputa pelo Proedi.

No acordo apurado pelo blog o governo vai compensar as perdas das prefeituras no percentual de 75% em 2019 e 2020.

As prefeituras, para recapitular, reclamam de perdas na arrecadação de impostos após o novo modelo de renúncia fiscal do governo para atrair indústrias.

De acordo com Carlos Eduardo Xavier, secretário de Tributação do Estado, o impacto do acordo é de R$ 80 milhões para os cofres do governo nos dois anos.

A partir de 2021, no entanto, o modelo do Proedi não terá compensações para os municípios.

Funcionário prova refeições de Bolsonaro, que teme envenenamento; presidente também acha que fantasmas assombram Palácio da Alvaroda

O presidente Jair Bolsonaro deu entrevista à Veja.

Lá estão catalogados hábitos incomuns e que refletem o delírio: um funcionário prova a comida antes de servir a Bolsonaro, que teme envenenamento.

Ele também acha que o palácio é assombrado por fantasmas, a quem atribui os sons noturnos que ecoam na construção de Niemeyer.

PF indicia hackers que roubaram mensagens de autoridades e conclui que Glenn Greenwald não praticou crime

 Polícia Federal concluiu, nesta quarta-feira (18), o relatório do inquérito que investigou a invasão das contas de Telegram do ministro Sergio Moro (Justiça), de procuradores da Lava Jato, como Deltan Dallagnol, e de outras autoridades.

Seis pessoas foram indiciadas, segundo a PF, sob suspeita de terem cometido os crimes de integrar organização criminosa, invadir dispositivo informático alheio e interceptar comunicação telemática ilegal.

Ao jornalista Glenn Greenwald, fundador do Intercept, não é imputado nenhum crime. A PF aponta que o jornalista, em mais de um diálogo com os hackers, na condição de fontes, se mostrou cauteloso quanto a não participar da execução do crime.

A ex-deputada Manuela d’Ávila (PC do B), que fez a ponte entre o hacker e Greenwald, também não é apontada como suspeita.

A ‘botija’ de Ricardo Coutinho, suspeito de enterrar dinheiro

Promotores paraibanos suspeitam que Ricardo Coutinho, ex-governador da Paraíba, enterrou parte do dinheiro que teria desviado, informou Lauro Jardim.

São as lições de Gedel Vieira Lima, flagrado com dinheiro no alto de um apartamento.

Em sendo verdade o enredo paraibano, o desatino levou o ex-governador Coutinho a tirar as cédulas de vista. Melhor enterrá-las.

 

Ibama decidiu rejeitar relatório que desmente investigação da PF sobre navio Bouboulina

O Ibama decidiu rejeitar o relatório que apontou erro na interpretação segundo a qual a mancha no mar atribuída à passagem do navio Bouboulina se referia a óleo.

O estudo foi feito pela empresa HEX Tecnologias e rejeitado pelo Ibama depois que o coordenador-geral do Cenima (Centro Nacional de Monitoramento e Informações Ambientais) viu problemas no documento.

O Ibama entendeu que o relatório tinha, segundo o órgão, baixa qualidade técnica e elevado custo – mais de R$ 300 mil.

Relatório entregue ao Ibama contesta versão do MPF no RN contra navio grego e diz que mancha apontada como óleo era clorofila

Um relatório do Centro Nacional de Monitoramento e Informações Ambientais (Cenima), do Ibama, concluiu que a mancha de óleo que aparece descrita no inquérito da Polícia Federal no RN e do MPF no RN como óleo é, na verdade, clorofila.

O material dos órgãos de controle federal serviu de apoio para deflagrar uma operação contra a Delta Tankers, proprietária do navio Bouboulina, apontado pelos investigadores federais no RN como principal suspeito de derramar óleo na costa brasileira.

O material do Cenima, no entanto, desmente essa versão. A íntegra do relatório foi obtida pelo blog e pode ser consultada aqui.

“Diante do exposto, após a análise detalhada do ‘Relatório de Execução – Detecção de Manchas de Óleo’, gerado pela empresa HEX em outubro de 2019, bem como dos arquivos digitais georreferenciados contendo os polígonos associados as feições de óleo iden/ficadas pela empresa, e a posterior integração desse material com um conjunto de imagens de satélites disponíveis em catálogos nacionais e internacionais, o CENIMA não reconhece as feições iden/ficadas e registradas no relatório em foco como feições associadas a um processo de poluição por óleo”, diz trecho do relatório.

A HEX é a empresa que fez o relatório, com base em dados de satélites. O relatório, que aponta para manchas de clorofila, foi rejeitado pelo Ibama.

Não é a primeira vez que a versão oficial dos órgãos de investigação é contestada. Relatório anterior da UFAL também havia contrariado a narrativa oficial.

PM investigado pagou prestação de apartamento de Flávio Bolsonaro, diz MP

Na Crusoé

Relatório do Ministério Público do Rio de Janeiro aponta que um cabo da Polícia Militar pagou despesas pessoais da família do senador Flávio Bolsonaro, do PSL. Dono da empresa de vigilância privada Santa Clara Serviços, o PM Diego Sodré de Castro Ambrósio quitou com recursos próprios um boleto bancário de 16.564,81 reais, emitido em nome de Fernanda Antunes Bolsonaro, mulher do senador Flávio Bolsonaro.

Ele também efetuou transferências bancárias para outros assessores da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro e para a conta corrente da loja Kopenhagen, da qual Flávio é sócio.

Durante as investigações do suposto esquema de rachid no gabinete de Flávio, o MP pediu informações à imobiliária Laranjeiras Empreendimentos Imobiliários sobre pagamentos referentes a um apartamento comprado por Flávio Bolsonaro e sua mulher.

 

Os promotores cruzaram os dados repassados pela imobiliária com extratos bancários encaminhados por bancos. Entre os documentos havia um boleto de 16.546,81 reais, emitido em nome de Fernanda Bolsonaro, que foi pago por Diego Sodré de Castro Ambrósio, mediante transação bancária efetuada por aplicativo de celular e débito em sua própria conta corrente.

À época do pagamento, Diego Sodré era cabo da PM do Rio de Janeiro e, mesmo depois de promovido a sargento, sua remuneração líquida é inferior a um terço do valor pago. O policial militar fundou a empresa Santa Clara Serviços, que foi alvo de investigação da corregedoria interna da PM, depois de reportagens noticiarem assédio a moradores de Copacabana para contratarem serviço de segurança privada para a retirada de moradores de rua.

“O pagamento do título pelo PM se mostra ainda mais suspeito quando a análise dos extratos bancários dos assessores de Flávio Bolsonaro revela que, no mesmo ano de 2016, o cabo Ambrósio efetuou transferências bancárias identificadas a pelo menos dois assessores da Alerj: Fernando Nascimento Pessoa e Marcos de Freitas Domingos”, diz trecho do relatório do MP.

Diego Ambrósio e sua empresa também realizaram, segundo os promotores que apuram o esquema de rachid, transferências e depósitos bancários para a conta corrente da loja de chocolates de Flávio Bolsonaro, entre 2015 e 2018, ou seja, desde o ano em que o parlamentar comprou a franquia.

Flávio Bolsonaro e esposa usaram dois imóveis para lavar dinheiro de “rachid”, diz MP

O senador Flávio Bolsonaro, do PSL, e a mulher, Fernanda Antunes Figueira Bolsonaro, usaram dois apartamentos para lavar dinheiro arrecadado por meio de “rachid” no gabinete do filho do presidente, quando ele era deputado estadual, aponta relatório do Ministério Público do Rio de Janeiro, ao qual Crusoé teve acesso.

Os dois imóveis investigados, localizados em Copacabana, foram comprados por Flávio Bolsonaro em 27 de novembro de 2012, da mesma pessoa, um norte-americano. Os apartamentos pertenciam a outro cidadão dos Estados Unidos que afirmou, em depoimento, não ter autorizado a transação.

Mas o que mais chamou a atenção dos promotores de Justiça foram os valores envolvidos. Eles afirmam que os imóveis foram vendidos a Flávio por 30% a menos do que o antigo dono havia pago por ambos e, um ano depois, o então deputado estadual os revendeu por quase 300% a mais do que havia pago.

Um dos apartamentos, o filho do presidente Jair Bolsonaro comprou por 140 mil reais e repassou por 550 mil, em 24 de fevereiro de 2014, obtendo um lucro de 292%. O outro, ele adquiriu por 170 mil e vendeu a 573 mil (273% mais).

Trata-se, segundo o Ministério Público do Rio, de uma “lucratividade expressiva”, “desproporcional”, já que os imóveis de Copacabana valorizaram, no mesmo período, em média, 10%. Para os promotores, não resta dúvida de que Flávio Bolsonaro “simulou ganhos de capital artificialmente produzidos em torno de 800 mil reais”.

Talento de Lídia Pace conquista a Globo e potiguar é confirmada para rodízio de apresentadores do JN em 2020

O talento de Lídia Pace conquistou o jornalismo da Globo e a potiguar foi confirmada novamente na bancada do Jornal Nacional em 2020.

Ela entra para o time de apresentadores em rodízio, ou seja, apresentando o JN aos sábados ou feriados.

Além de Lídia, a Globo confirmou, pelo menos, outros 3 apresentadores de outros estados, conforme apurou o Blog.

Mostra cultura mobiliza alunos de SGA

A Escola Municipal Vicente de França, bairro Amarante, realizou na última sexta-feira (22), uma mostra cultural com o tema “Brasil, Mostra Tua Cara Negra”. Mais de 800 alunos dos turnos matutino e vespertino participaram do evento.

De acordo com a diretora da escola, Conceição Oliveira, o projeto promoveu conhecimento, reflexões e ainda possibilitou a inclusão de aluno com deficiência nas atividades. “Esse tema é para chamar atenção da comunidade escolar para combater qualquer tipo de preconceito, dentro ou fora do ambiente escolas”, afirmou Conceição.

Apresentações culturais também fizeram parte da mostra cultural. Além disso, os alunos ainda tiveram acesso a jogos e leituras educativas, disponibilizados pelo portal educacional Clickideia. A mostra contou também com oficinas, apresentações culturais e grupos de danças, formados pelos próprios alunos.

Relator no TRF-4 amplia para 17 anos de prisão pena de Lula no caso Atibaia

O relator da Lava Jato no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), João Pedro Gebran Neto, votou nesta quarta-feira (27) pela condenação do ex-presidente Lula no caso do sítio de Atibaia, ampliando a pena para 17 anos e um mês de prisão, ante a 12 anos na primeira instância.

Gebran votou pela manutenção da maior parte da sentença da primeira instância em relação a Lula, mas defende a absolvição de outros três condenados, sendo dois amigos do petista: o advogado Roberto Teixeira e o pecuarista José Carlos Bumlai, suspeito de articular uma parte da reforma da propriedade rural.

Escola Municipal Djalma Marinho realiza mostra literária

A Prefeitura de São Gonçalo do Amarante/RN, através da Secretaria Municipal de Educação (SME), realizou entre os dias 20 a 22, a 1ª Mostra Literária na Escola Municipal Djalma Marinho, no bairro Guajirú. A mostra faz parte do projeto “Nosso Autor”, que tem como objetivo valorização e incentivo à leitura como prática prazerosa, atraente, dinâmica e constante na vida do aluno.

“A ideia foi trabalhada desde o início do ano letivo. Cada professor escolheu um autor para trabalhar com sua turma no decorrer do ano. Primeiro, foi feito a biografia do autor escolhido, depois, selecionaram a obra e agora apresentaram de forma lúdica e didática o seu tema”, explica a professora Lourdes Trindade.

Além disso, o escritor mineiro José de Castro participou do estande da turma do 5° ano, que realizou uma homenagem. Ao todo, 280 alunos participaram do evento.

LED: Prefeitura de SGA entrega nova iluminação da RN-160

Mais de 8 quilômetros da RN-160 foram iluminados por LED pela Prefeitura de São Gonçalo do Amarante/RN. Nesta quinta-feira (21), o prefeito Paulo Emídio, o Paulinho, entregou oficialmente a benfeitoria.
 
A ação faz parte do programa Luz pela Paz que está substituindo as lâmpadas antigas por luminárias de LED na iluminação pública da cidade. A expectativa é que 70% do município esteja com a nova iluminação até final de 2019.
 
“Foram instaladas 300 luminárias que deram mais luminosidade e consequentemente mais segurança a quem trafega na rodovia. Os serviços também incluíram implantação, retirada e relocação de postes, além de braços e cabeamento”, destacou Paulo Henrique, secretário de Operações e Iluminação Pública.