IMAGEM: Forças Armadas se mobilizam em Mossoró para operação de transferência da cúpula do PCC

Uma tropa do Exército está num alojamento da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). Mais precisamente no Expocenter, informa Bruno Barreto.

A presença dos militares chamou a atenção de vários universitários que procuraram o editor desta página para relatar o fato.

Segundo o Blog do Barreto apurou junto à comunicação da UFERSA, o Exército solicitou no começo de janeiro o espaço para ser ocupado por 20 dias.

A presença militar é para a transferência da cúpula do PCC. Ela será distribuída para Brasília, Mossoró e Porto Velho.

O governo federal autorizou a presença das Forças Armadas para fazer a segurança no entorno dos dois presídios. A Garantia da Lei e da Ordem​​ (GLO) decretada pelo presidente Jair ​Bolsonaro (PSL) nesta quarta permite a proteção nos locais até o dia 27.

Marcola e cúpula nacional do PCC são transferidos de SP para presídios federais de Mossoró, Porto Velho e Brasília

O governo de São Paulo transfere na manhã desta quarta (13) o chefe máximo do PCC, Marcos Camacho, o Marcola, para um presídio federal. O destino ainda não foi revelado, mas estipula-se que seja Brasília.

Além dele, estão sendo transferidos em forte esquema de segurança ​​outros 21 membros da facção, parte também integrante da cúpula.

O irmão de Marcola também está entre os transferidos. Em 2006, a transferência de presos do PCC para o presídio de segurança máxima de Presidente Venceslau (a 611 km de SP) provocou uma onda de violência que deixou 564 mortos, dos quais 505 eram civis 

Os detentos estão neste momento no aeroporto da vizinha Presidente Prudente para a transferência. Eles também serão transferidos para os presídios federais de Porto Velho (RO) e Mossoró (RN). O governo federal autorizou a presença das Forças Armadas para fazer a segurança no entorno dos dois presídios. A Garantia da Lei e da Ordem​​ (GLO) decretada pelo presidente Jair ​Bolsonaro (PSL) nesta quarta permite a proteção nos locais até o dia 27.

Fonte: Folha

Aluno foi barrado por orientação do proprietário do Ciências Aplicadas; funcionário envolvido nega responsabilidade

O caso de um aluno barrado no curso de preparação vestibular do Ciências Aplicadas tomou proporção de crise, teve comunicado de demissão e contraponto do responsável pela instituição, Alexandre Pinto, ao longo dessa quinta-feira (8).

Mas, nesta sexta-feira (9), o caso ganhou novo episódio depois que o blog obteve com exclusividade o depoimento de um funcionário do curso Ciências Aplicadas sobre o assunto.

A fonte, que não terá seu nome revelado, isentou Carlos Dionísio, o coordenador do curso a quem foi atribuída a conduta de constranger o aluno barrado.

Dionísio foi execrado nas redes sociais. Procurado pelo Blog do Dina, ele afirmou abalado que entregaria o caso a um advogado antes de dar entrevista, mas confirmou que não barrou o aluno.

Orientação

No relato obtido pelo blog, a conduta que ganhou os ares de crise é normal no curso. A repercussão alcançada desta vez é que é inédita. O aluno que foi impedido de assistir aula, segundo o pai, não estava com matrícula vencida.

“O colaborador não é responsável por isso. As duas funcionárias estavam com a lista. Essa lista foi passada pelo professor Alexandre. Quando batia que um aluno não tinha entregue os sete cheques, eles iriam conversar com a coordenação, e é passado pelo professor Alexandre sobre como proceder”, explicou a fonte.

Parte da orientação é que os valores negociados com os pais sejam pagos em cheques ou transferidos para conta indicada por Alexandre.

“A orientação era: só entra quem tiver deixado os cheques ou feito o pagamento”, explicou o funcionário.

Contraponto

Nessa quinta-feira (7), Alexandre Pinto informou ao Blog do Dina que fosse esclarecido que o episódio ocorreu no curso e não no colégio. Ambos levam o mesmo nome, de Ciências Aplicadas, e funcionam no mesmo endereço, no Tirol.

Ele ainda informou que destacaria alguém para falar pelo curso. Até a publicação desta reportagem isso não aconteceu.

Mas o caso do aluno barrado ocorreu no curso isolado de Química, de responsabilidade de Alexandre Pinto.

Em nota divulgada nesta sexta-feira, ele explicou que interviu no caso “colocando os alunos prejudicados para assistirem à segunda aula, deixando que eles resolvessem a questão [de pendência de matrícula] depois”.

Confira a nota na íntegra:

Sobre o que circulou ontem nas redes sociais enquanto eu trabalhava, considero um ataque injusto e leviano contra o Colégio Ciências Aplicadas e a minha pessoa, enquanto diretor dessa instituição de ensino.

É necessário esclarecer que no mesmo endereço do Colégio Ciências Aplicadas (unidade 1) funciona um CURSINHO isolado composto de Biologia, Física, Química, Matemática, Ciências Humanas e Linguagens, onde eu sou apenas e tão somente um dos professores (o de Química).

Em relação ao episódio de ontem, a verdade é que alguns alunos do CURSINHO (e não da escola) acabaram perdendo o primeiro horário enquanto era feito o controle de pendências de matrículas.

Quando tomei ciência do problema (entre a primeira e a segunda aula), ainda intervim colocando os alunos para assistirem à segunda aula, deixando que eles resolvessem a questão depois.

O Colégio Ciências Aplicadas reitera que cumpre rigorosamente os ditames da Lei Federal n.º 9.870/99, bem como as determinações do Código de Defesa do Consumidor.

Informa ainda que todas as cobranças são feitas administrativamente durante o ano letivo – junto aos responsáveis financeiros dos alunos – e que, somente se não resolvidas amigavelmente, recorre-se ao Poder Judiciário.

Por fim, o Colégio Ciências Aplicadas reafirma seu compromisso em prestar serviços educacionais com qualidade à sociedade potiguar.
Natal, 08 de fevereiro de 2019.

Alexandre Pinto

Diretor do Colégio Ciências Aplicadas

Como uma desastrada cobrança de mensalidade terminou com aluno barrado, funcionário demitido e esta confusão com o Ciências Aplicadas

Uma desastrada cobrança de mensalidade terminou impedindo que um aluno do Curso Ciências Aplicadas pudesse assistir às aulas preparatórias para o ENEM nesta quinta-feira (7).

O curso leva o nome do colégio. Ambos funcionam no mesmo endereço, no Tirol.

De acordo com o relato do pai, que encaminhou mensagem ao Meio-dia RN e ao BlogdoBG, seu filho o ligou por volta das 9h da manhã para dizer que havia sido barrado.

O filho explicou ao que o motivo apresentado pela instituição era o de que sua mensalidade estava atrasada. Mas ela vencia nesta quinta-feira (7).

Ele contou que foi resolver o problema e se indignou pelo constrangimento a que o filho foi submetido. Ele pagou a mensalidade, em dinheiro, porque ainda informou que não existe boleto. “Tudo lá em espécie”.

O funcionário envolvido no caso foi demitido.

A informação foi confirmada ao blog por Alexandre Pinto, que responde pelo colégio Ciências Aplicadas. Ele também é um dos sócios do curso pré-vestibular e pediu que a confusão entre as duas personalidades seja desfeita.

“Peço para que não faça essa confusão. Não confundir escola e cursinho, que funcionam no mesmo endereço. O colégio não tem nada a ver com essa história. Aconteceu esse episódio. O pai se chateou e eu entendo”, afirmou Pinto.

“Estão falando de minha escola. A minha escola está limpa. Não tem nada a ver com isso”, disse ele, após o blog pedir então que pudesse indicar quem responde pelo cursinho pré-vestibular.

Pinto informou que a pessoa responsável pelo cursinho seria indicada para falar sobre o assunto, o que deve acontecer nesta sexta-feira (8).

CEI Romualdo esclarece sobre alunos suspensos

A respeito deste post, o CEI Romualdo entrou em contato através de assessoria de imprensa para informar que foram 54 e não 97 os alunos que terminaram suspensos.

Nada mais quis acrescentar.

Como uma recepção ganhou ares de trote e terminou com 97 alunos suspensos no CEI Romualdo

Atualização: O colégio entrou em contato para retificar o número de alunos que terminaram suspensos.

Noventa e sete pais de alunos do CEI Romualdo deverão lidar com as notificações sobre os filhos. Tudo por causa de uma tradicional recepção que terminou em confusão. Este é claramente um post para gifs. Vamos à história.

Tradicionalmente, os alunos do pré-vestibular retomam as aulas antes dos demais. Eles começaram a labuta no dia 16 de janeiro. E aí, quando os demais retomam, que aconteceu nesta segunda (4), os veteranos os recepcionam

via GIPHY

Tudo na hora do intervalo, claro. Cantando uma musiquinha e tudo mais.

via GIPHY

Os alunos do pré, então, entraram em uma das salas do segundo ano. Foi quando a invasão começou a gestar as suspensões que estariam por vir

via GIPHY

Mas o que houve de mais? Mera rivalidade estudantil, aquele tipo de provocação pela qual a gente passa no ensino médio de veteranos contra calouros. Não houve episódio de violência pelo que o blog apurou.

via GIPHY

A coordenação não gostou nem um pouco do tom da brincadeira e reuniu os alunos no teatro do colégio

via GIPHY

E notificou a suspensão.

via GIPHY

Até a publicação deste post, o colégio ainda não tinha se manifestado sobre o tema.

O que aconteceu antes de Sabrina Bittencourt se entregar ao suicídio? Ela telefonou aos prantos para o youtuber Felipe Neto e contou esta história

Felipe Neto utilizou sua conta no Instagram para contar o que aconteceu nos momentos que antecederam o suicídio de Sabrina Bittencourt.

Destaquei trechos em negrito para vocês.

A maior ativista do Brasil, Sabrina Bittencourt me ligou ontem aos prantos por não aguentar mais a dor e a pressão das ameaças de assassinos q a perseguiam pelo mundo. Ela denunciou o esquema do João de Deus e o colocou na cadeia.

Denunciou e acabou com Prem Baba. Passou 20 anos trabalhando para ajudar jovens e mulheres vítimas de abusos pelo mundo. Ontem, após uma de suas testemunhas protegidas ter o abrigo invadido em Londres por matadores de aluguel, Sabrina me ligou aos prantos, sem saber mais o que fazer. Ela só queria ajudar, mas o mal guiado por milicianos, políticos no poder nesse momento e líderes religiosos poderosos, conseguiu vencer.

Tentei o que pude, mas Sabrina não aguentava mais a luta. Ela mudava de país clandestinamente toda semana para fugir dos que a queriam morta. Há uma semana, um sujeito começou uma campanha para destruir a reputação de Sabrina, alegando que seria viciada em drogas e esquizofrênica e por isso nenhuma de suas denúncias deveria ser levada a sério.

Seus filhos tinham que fugir constantemente de matadores. A invasão da casa de uma de suas protegidas, as ameaças constantes e a pressão de não ter mais vida além de fugir e denunciar fez com que ela me ligasse. E infelizmente não fui capaz de impedir.

Sabrina ontem tirou a própria vida. O que ela deixou não foi apenas um legado de uma luta contra líderes religiosos abusadores e chefes de quadrilhas de assassinatos, tráfico de crianças e sequestros. Ela tb deixou todas as pistas, testemunhas e cartas nas mãos da justiça.

Eu não posso detalhar, não posso ter esses indivíduos atrás de mim, não sou forte como a Sabrina, mas peço, do fundo do coração, q vocês procurem saber quem foi Sabrina Bittencourt, quem ela botou atrás das grades e quem ela estava denunciando antes de morrer. São pessoas poderosas, que hj estão no controle e que conseguiram silenciar a nossa heroína.

Minha dor está imensa. O sentimento de impotência e não ter conseguido salvar sua vida é indescritível. A única coisa que me consola é que Sabrina não morreu de verdade, pq o que ela fez em vida perdurará para sempre. Vá em paz, Sabrina, encontre aquilo que você nunca teve nesta Terra: tranquilidade. Você merece.

Rei do Instagram, Carlinhos Maia quebra a internet ao sair do armário e revelar pedido de casamento ao namorado: “Desculpe por te esconder”

Carlinhos Maia usou seu Instagram para compartilhar o pedido de casamento que fez ao namorado, Lucas Guimarães, há cerca de um ano. Além de mostrar as imagens em que aparece bastante emocionado, o humorista fez um pedido de desculpas:

“Desculpa por todas as falhas, desculpa por te esconder e esconder todo esse respeito e amor que tenho por você! Esse vídeo que te pedi em casamento tem quase um ano, foi na casa de Simone e Kaká, e desde então, venho torcendo pra receber o seu sim aos olhos de Deus e de todos que nos amam”.

No longo texto, Carlinhos também falou sobre o período que escondeu sua relação de familiares e amigos.

“Quantas vezes choramos, por esconder da nossa família, dos amigos, de todos, o que sentíamos um pelo outro vinha de outras vidas. Quantas vezes tentamos camuflar esse amor, tentando ficar com mulheres, só para mostrar a uma ‘sociedade fraca e cheia de hipocrisia’ que éramos ‘iguais’ a eles”.

Em agosto de 2018, o humorista foi anunciado como a personalidade brasileira com mais visualizações no Stories do Instagram em todo o mês de junho. No ranking mundial, ele fica em segundo lugar, perdendo apenas para a socialite norte-americana Kim Kardashian.

Falhamos em proteger Sabrina; ativista que desmascarou João de Deus joga a toalha e se entrega ao suicídio

Ativista social e uma das mulheres que ajudou a desmascarar abusos sexuais de João de Deus e Prem Baba, Sabrina Bittencourt, 38, cometeu suicídio no sábado (02/02). 

Filho de ativista confirmou no Facebook a morte da mãe. “Ela deu o último passo pra gente poder viver. Eles mataram minha mãe”

 Em nota de falecimento comunicada à imprensa assinada por Maria do Carmo Santos, presidente da ONG Vitimas Unidas, com a qual Sabrina trabalhava, a morte de Bittencourt foi confirmada.

“O grupo Vítimas Unidas comunica com pesar o falecimento de Sabrina de Campos Bittencourt ocorrido por volta das 21h deste sábado, 02 de fevereiro, na cidade de Barcelona, na Espanha, onde vivia. A ativista cometeu suicídio e deixou uma carta de despedida relatando os porquês de tirar sua própria vida. Pedimos a todos que não tentem entrar em contato com nenhum integrante da família, preservando-os de perguntas que sejam dolorosas neste momento tão difícil. Dois dos três filhos de Sabrina ainda não sabem do ocorrido e o pai, Rafael Velasco, está tentando protege-los. A luta de Sabrina jamais será esquecida e continuaremos, com a mesma garra, defendendo as minorias, principalmente as mulheres que são vítimas diárias do machismo”. 

Antes de cometer suicídio, a ativista e Doutora Honoris Causa por seu trabalho humanitário pela UCEM – Universidad del Centro, no México, escreveu post em sua conta no Facebook em que fala sobre sua vida e a luta pelas mulheres e minorias. “Marielle me uno a ti. Eu fiz o que pude, até onde pude. Meu amor será eterno por todos vocês. Perdão por não aguentar, meus filhos.”. Sabrina, que morava em Barcelona, se matou no sábado (02/02) e deixa três filhos. 

De família mórmon, Sabrina foi abusada desde os 4 anos por integrantes da igreja frequentada pela família. Aos 16, ficou grávida de um dos estupradores e abortou. Bittencourt dedicou a vida a militar por vítimas de abuso e a desmascarar líderes religiosos, dentre eles Prem Baba e João de Deus. Bittencourt é uma das criadoras do “movimento” Coame, sigla para Combate ao Abuso no Meio Espiritual, plataforma que concentra denúncias de violações sexuais cometidas por padres, pastores, gurus e congêneres. Sabrina ajudou, principalmente, as vítimas de abuso sexual de João de Deus, investigando as acusações junto à imprensa. Sabrina também auxiliou a filha do próprio médium, Dalva Teixeira, na denúncia contra o pai por abuso.

 

fonte: Marie Claire

Precisamos falar sobre seus filhos, os nossos jovens, e a teia do suicídio no Brasil

A revista Piauí que está nas bancas traz uma alarmante reportagem sobre como o suicídio está crescendo entre os jovens do Brasil.

Destaco os seguintes pontos:

1) 30 pessoas se matam por dia no Brasil, segundo os dados mais recentes do Ministério da Saúde;

2) É a quarta causa de morte entre jovens e adolescente, atrás apenas de homicídios, acidentes de trânsito e o câncer;

3) O excesso de conectividade e a falta de diálogo está entre as principais causas dessa epidemia. Pais, conversem com seus filhos.

4) Dentro da conectividade, perturba os especialistas o padrão que está sendo desenvolvido. Nossos jovens estão cada vez mais dispostos a buscarem a aceitação pelas redes sociais. A frustração dessa busca desencadeia quadros depressivos.

5) Jovens homossexuais têm cinco vezes mais risco de se matarem em face do bullying. Escolas que enfrentam o tema reduzem as estatísticas de risco em 20%.

6) Os casos que ilustram a reportagem estarrecem pela aparente normalidade. Em um deles, Mateus se matou aos 21 anos após terminar um relacionamento, mas ele estava aparentemente bem com tudo.

7) Nem mesmo o acompanhamento médico é garantia de nada. A história da garota que era assistida por equipe multidisciplinar e se jogou do 13º andar também corta a alma. Os pais diagnosticam que faltou ela ser ouvida.

8) Cuide bem do seu amor, seja quem for.