Quatro anos após comprar a museu de Nova York 33 cadeiras por R$ 290 mil e com 12 anos de garantia, TJRN decide substituir assentos

Quatro anos após comprar 33 cadeiras do acervo do Museu de Arte Moderna (MoMA) de Nova York por quase R$ 290 mil, o Tribunal de Justiça vai comprar novos assentos para sua sede.

Em dezembro de 2015, a compra foi justificada para colocar as cadeiras no pleno do TJRN e nos gabinetes dos desembargadores.

Nos próximos dias, no entanto, o tribunal começará a abrir as propostas da licitação que pretende equipar a nova sede do judiciário.

Entre os 69 itens lançados na licitação, chamou a atenção do Blog do Dina um que se propunha a comprar 25 cadeiras com valor unitário médio de R$ 8 mil. Na compra de 2015, cada cadeira custou R$ 8.750,00, com 12 anos de garantia.

Diante das semelhanças de preço, o blog indagou o seguinte ao Tribunal: “Na pesquisa mercadológica nº 94 (processo 20.222/2019) há nos itens 3 e 4 a previsão de compra de 35 e 25 poltronas giratórias, respectivamente. Qual a destinação dessas poltronas? Serão para gabinetes? Plenário?”

Em resposta, o Tribunal de Justiça afirmou que “o mobiliário será destinado aos gabinetes. Vale salientar que todo o mobiliário utilizado, atualmente, na sede atual do Tribunal de Justiça serão destinados para unidades do Poder Judiciário espelhadas pelas comarcas do Estado do Rio Grande do Norte”.

No geral, o Tribunal orçou R$ 200 mil para a compra das 25 cadeiras. E mais R$ 140 mil para a compra das 35 citadas na demanda enviada à assessoria de imprensa.

‘Efeito Lula’ leva Europa a procurar governadores do Nordeste em reação a Bolsonaro

Começa na segunda (18) a viagem que governadores do Nordeste farão à Europa em busca de investidores.

Seria uma agenda normal não fosse um fato curioso: há quase 50 dias, o Consórcio de Governadores do Nordeste pediu a autoridades europeias a viagem para tratativas de negócios.

Mas os governadores foram ignorados.

Com a soltura de Lula, no entanto, os países europeus prontamente enviaram resposta aos governadores manifestando interesse na aproximação.

França e Alemanha, países que protagonizaram crise com o Brasil, lideram as tratativas.

Os países europeus, assim, sinalizam interesse em se posicionar politicamente no território no território de oposição a Bolsonaro marcando agenda econômica com os estados do Nordeste.

O tour de negócios pela Europa terá os governadores Rui Costa (BA), Camilo Santana (CE) e Wellington Dias (PI), Renan Filho (MDB-AL), João Azevêdo (PSB-PB), Paulo Câmara (PSB-PE), Fátima Bezerra (PT-RN) e Belivaldo Chagas (PSD-SE), e o vice-governador Carlos Brandão (Republicanos-MA).

Na agenda estão previstos encontros com a empresa francesa de energia Engie e a norueguesa Golar.

O grupo também quer tratar de parcerias com entidades financiadoras, como a AFD (Agência Francesa de Desenvolvimento) e o Ifad (Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola), que já atuam em projetos de agricultura e combate à fome na região.

A impotência na decisão do juiz que absolveu policial denunciado por morte de filho de deputado federal

O sargento da Polícia Militar, Luiz Carlos Rodrigues, denunciado por homicídio, no caso da morte de Luiz Benes Leocádio de Araújo Júnior, filho do Deputado Federal Benes Leocádio, foi absolvido pela Justiça nesta terça-feira (12), informa a Tribuna do Norte.

Para o juiz José Armando Ponte Dias Junior, o policial agiu em legítima defesa.

O trecho final de sua sentença é o reconhecimento da impotência a que chegamos todos.

“Sei apenas que nenhuma decisão judicial, terá o condão de levar aos familiares do jovem Luiz Benes Leocádio de Araújo Júnior o legítimo consolo e a verdadeira paz que almejo um dia venham a encontrar. No mais, lastimo não tenham o Estado e a sociedade conseguido desviar do percurso criminoso, enquanto podiam, o jovem Mateus da Silva Regis, que desde tão cedo enveredou-se na rota do crime”.

O declínio do petróleo no RN: Petrobras deixou de investir R$ 12 bilhões na exploração em terra

O Rio Grande do Norte já chegou a produzir 60 mil barris de petróleo por dia.

Hoje, está na casa de 38 mil barris, segundo a Redepetro RN, entidade com sede em Mossoró que reúne empresas da cadeia produtiva do petróleo no Estado.

Dados levantados pela Associação Brasileira dos Produtores Independentes de Petróleo e Gás mostram que o fato de a exploração em terra firme ter ficado em segundo plano tirou R$ 11,8 bilhões em investimentos em duas décadas nas bacias do Recôncavo, Sergipe/Alagoas, Potiguar e Espírito Santo.

Procurador do MPF rebate investigação de universidade que levantou dúvidas sobre navio Bouboulina

Em passagem pela Assembleia Legislativa nesta terça-feira em audiência pública sobre o derramamento de óleo que atingiu o Nordeste, o procurador Victor Mariz comentou a dada altura:

“Várias notícias com diferentes explicações repercutem muito na mídia. Hipóteses como vazamento nas minas do pré-sal, e de pesquisadores da UFAL, que teriam identificado a mancha a 40 km da praia de São Miguel do Gostoso, já foram consideradas e descartadas durante a investigação”.

O procurador explicou que a passagem de navios altera a rugosidade da água e gera falso-positivos para manchas de óleo em imagens de satélite. Estudos oceanográficos também descartam a hipótese de a mancha ter ponto zero tão próximo à costa do RN, já que apareceu primeiro em outros estados.