Nordeste terá prejuízo de mais de R$ 1 bilhão sem festas de São João

O cancelamento e adiamento das festas de São João por causa da pandemia do novo coronavírus deve gerar um prejuízo de mais de R$ 1 bilhão na economia dos principais estados do Nordeste.

A estimativa abrange apenas as maiores festas de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Bahia. Contudo, o impacto é muito maior já que são realizadas festas de pequeno porte em quase todas as cidades nordestinas.

Caruaru (PE) e Campina Grande (PB) deixaram de movimentar, juntas, cerca de R$ 400 milhões. Em Mossoró, a estimativa era de R$ 94 milhões.

Na Bahia, que tem várias festas em diversas cidades, o governo estima que o São João movimenta cerca de R$ 550 milhões na economia.

Na região Nordeste, apenas RN e outros dois não reabriram economia

Dos nove estados do Nordeste, apenas Rio Grande do Norte, Piauí e Alagoas não tomaram medidas para reabrir a economia. Os outros seis já iniciaram algum protocolo visando a retomada econômica.

A retomada da economia potiguar estava prevista para esta quarta-feira (17). No entanto, como o estado não conseguiu cumprir a meta de redução na ocupação de leitos e de isolamento social, o governo do Estado decidiu adiar a reabertura para o próximo dia 24.

RN, Piauí e Alagoas registraram menos mortes pela doença, com o território potiguar com o terceiro menor índice de óbitos absolutos pela Covid-19 na região.

O economista Bira Rocha, ex-presidente da Fiern, em entrevista à Tribuna do Norte, avaliou que o prejuízo econômico no setor comercial é irreversível em todo o mundo, não sendo diferente no Rio Grande do Norte.

Foto: Ney Douglas

TCE instaura procedimento contra transferência antecipada de R$ 5 milhões pelo governo Fátima para compra de respiradores pelo Consórcio Nordeste

O Tribunal de Contas do Estado instaurou procedimento para apurar a legalidade da transferência de quase R$ 5 milhões pelo governo do Rio Grande do Norte para o Consórcio Nordeste, cota de quase R$ 49 milhões para compra de respiradores.

Os detalhes da transação foram antecipados pelo Blog do Dina. A governadora Fátima Bezerra foi quem autorizou a transferência.

Ao longo da semana, o Tribunal de Contas do Estado da Paraíba divulgou relatório preliminar de inspeção especial sobre a participação daquele estado na compra e pediu a responsabilização do governador João Azevedo.

O Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte foi procurado pelo Blog do Dina e indagou se há procedimento sobre a transação realizada pelo Estado. Em resposta, afirmou o seguinte:

O TCE abriu procedimento de acompanhamento a fim de apurar a legalidade e legitimidade da transferência de R$ 4.947.535,80 pelo Governo do RN ao Consórcio Nordeste, montante relativo à quota deste Estado na compra de 30 respiradores. A efetiva análise do processo de aquisição pelo Consórcio Interestadual será, a princípio, realizada pelo Tribunal de Contas da Bahia, na forma do art. 9º, parágrafo único, da Lei nº 11.107/2005.

O Governo do Rio Grande do Norte foi procurado para comentar o caso e ainda não emitiu posicionamento.

Governadores no Nordeste não estão isentos do sumiço do R$ 48,7 milhões; foram negligentes e também devem ser cobrados

O desdobramento que levou à prisão os sócios da empresa Hempcare não isenta de responsabilidade os governadores do Nordeste.

A empresa recebeu antecipadamente R$ 48,7 milhões para entregar 300 respiradores. Não entregou nem os equipamentos, nem devolveu o dinheiro.

O fato de haver uma frente ofensiva contra a empresa, a partir dos estados do Nordeste, não exime os governadores.

No mínimo, ele não tiveram a cautela necessária para realizar transação em valor tão elevado. No máximo, podem ser apanhados também.

Para produzir as matérias sobre o tema no Blog do Dina, consultei bancos de dados que traziam expressamente o alerta de que a Hempcare tinha sócios cujo histórico de confiabilidade em honrar compromissos financeiros era baixo, sendo alto o risco de calote.

Se eu fui capaz de acessar informação tão primária, será que nove governadores, com um sistema de inteligência tão amplo, não foram capazes de detectar o mesmo?

Não foram capazes de puxar o histórico da empresa e seus sócios e detectarem o risco de fraude, como acusam hoje publicamente?

Houve negligência, portanto.

Para além disso, a investigação que levou à prisão os sócios da empresa nesta segunda-feira é tocada pela Polícia Civil da Bahia.

Convém que tal investigação seja federalizada, o que, de fato, já está em andamento na Polícia Federal, para que se afastem as suspeitas de eventual ingerência sobre as ações da polícia judiciária baiana.

‘Você é a favor ou contra Bolsonaro?’, perguntou-me antes de ser presa dona da empresa que não entregou respiradores ao Nordeste

Pouco depois das 10h da sexta-feira (29), enviei mensagem a Cristiana Preste Taddeo, CEO da Empresa Hempcare, perguntando-lhe por atualizações na história entre sua empresa e o Consórcio Nordeste, que antecipou R$ 48,7 milhões para comprar respiradores não entregues, cinco dos quais antecipados pela governadora Fátima Bezerra, conforme antecipado pelo Blog do Dina.

Ela, então, me ligou e começou com a seguinte pergunta: “Você é a favor ou contra Bolsonaro?” O questionamento foi tão inusitado para o tema que me pegou desprevenido. “Não entendi. O que Bolsonaro tem a ver com essa história?”, questionei após me recobrar.

“Estou indo para Brasília agora me reunir com a equipe do presidente dentro de uma estratégia para conseguirmos respiradores para o Brasil, na indústria nacional. Te darei informações à noite. Peço que guarde essa informação e não a publique”, explicou Cristiana.

O combinado foi cumprido por minha parte e não publiquei a estratégia de Cristiana, que envolvia, segundo explicou, conseguir junto ao Governo Bolsonaro o bloqueio de compras estrangeiras de respiradores pelos estados do Brasil, forçando-os a adquiri-los na indústria nacional, na qual ela tinha parceria.

Cristiana não voltou com as notícias na noite, como prometera. Mas falou a verdade sobre ir a Brasília. Nesta segunda-feira, foi na capital federal que ela foi presa em ação da Polícia Civil da Bahia que apura fraudes na compra de respiradores. Além dela, mais dois sócios foram detidos.

Defesa

Desde o primeiro contato com Cristiana, na manhã de quarta-feira (27), Cristiana se mostrou receptiva a prestar todos os esclarecimentos. Foi pelo Blog do Dina que ela disse ter sabido, mostrando surpresa, que sua empresa era alvo de pedidos judiciais dos Estados do Nordeste, razão pela qual lhe questionei o que seria feito.

“Eles não conseguirão manchar minha história. Sou uma mulher que perdeu a mãe nessas circunstâncias. Já passei por transplantes e sei o que significa a dificuldade do acesso à saúde. O Brasil não ficará sem respiradores”, disse ela na ligação de 40 minutos.

Durante a conversa, Cristiana me disse à dada altura que havia pegado os R$ 48,7 milhões dos estados do Nordeste e investido na compra de mais de 400 respiradores na indústria nacional, e que dependia da venda, agora desses respiradores, para devolver o dinheiro aos Estados do Nordete.

“Meu advogado até alertou sobre isso, que poderia dar bronca, mas eu fiz na boa-fé. Mas os governadores não quiseram esses respiradores, então já negociei com outros estados. Quando eles pagarem, eu pago o Nordeste”, explicou.

O problema é que esses aparelhos não tem autorização da Anvisa para funcionar e não se sabia quando sairia a certificação. “A Anvisa está no circuito dessa estratégia com a equipe do presidente”, acrescentou Cristiana na sexta, antes de embarcar para Brasília.

Nesta segunda-feira (1º), após a notícia da prisão, enviei mensagem para Cristiana, que sempre respondeu prontamente. A mensagem chegou a seu WhatsApp, mas a empresária já não responde mais. O telefone foi apreendido, antes de ela ser presa.

‘Efeito Lula’ leva Europa a procurar governadores do Nordeste em reação a Bolsonaro

Começa na segunda (18) a viagem que governadores do Nordeste farão à Europa em busca de investidores.

Seria uma agenda normal não fosse um fato curioso: há quase 50 dias, o Consórcio de Governadores do Nordeste pediu a autoridades europeias a viagem para tratativas de negócios.

Mas os governadores foram ignorados.

Com a soltura de Lula, no entanto, os países europeus prontamente enviaram resposta aos governadores manifestando interesse na aproximação.

França e Alemanha, países que protagonizaram crise com o Brasil, lideram as tratativas.

Os países europeus, assim, sinalizam interesse em se posicionar politicamente no território no território de oposição a Bolsonaro marcando agenda econômica com os estados do Nordeste.

O tour de negócios pela Europa terá os governadores Rui Costa (BA), Camilo Santana (CE) e Wellington Dias (PI), Renan Filho (MDB-AL), João Azevêdo (PSB-PB), Paulo Câmara (PSB-PE), Fátima Bezerra (PT-RN) e Belivaldo Chagas (PSD-SE), e o vice-governador Carlos Brandão (Republicanos-MA).

Na agenda estão previstos encontros com a empresa francesa de energia Engie e a norueguesa Golar.

O grupo também quer tratar de parcerias com entidades financiadoras, como a AFD (Agência Francesa de Desenvolvimento) e o Ifad (Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola), que já atuam em projetos de agricultura e combate à fome na região.

Satélite detecta mancha negra no mar antes da passagem de navio grego; MPF-RN reafirma sua investigação

O Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélites (Lapis) da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) encontrou uma fotografia de satélite que revela um mancha em forma de rastro no litoral, 40 km ao norte de São Miguel do Gostoso (RN), em trajetória similar à do petroleiro Bouboulina, apontado pelo governo brasileiro como principal suspeito pelo crime.

O rastro escuro de 85km apontado pelo cientista Humberto Barbosa, no entanto, aparece antes de o navio grego passar pela rota. A descoberta levou o pesquisador a buscar um outro suspeito para o derramamento de óleo no Nordeste.

As informações foram divulgadas nesta quarta-feira na edição do jornal O Globo. Procurado pelo Blog do Dina, o Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte reafirmou a investigação que levou à busca e apreensão a endereços ligados ao Bouboulina.

O órgão federal frisou que sua ação se trata de investigação e não há conclusões sobre culpa. Por outro lado, considerou que várias linhas paralelas de investigação apontam outros suspeitos.

Para o MPF, no entanto, a informação veiculada pelo Globo não afeta a investigação que ele conduz.

Nordeste vira palco de guerra fria tecnológica entre EUA e China

O jornal Folha de S.Paulo desta sexta-feira traz radiografia das tratativas abertas entre governadores do Nordeste e a China.

A reportagem destaca como o reduto de nove estados burla a pressão comercial dos EUA feita ao governo brasileiro para barrar investimentos chineses.

Na alegada ideologia, haverá quem brade que se trata de governadores de esquerda negociando com o comunismo.

Mas é a economia, estúpido.

Com o Rio Grande do Norte, já o anúncio de investimento de US$ 2 bilhões da State Power Investment Corporation (SPIC) em energia eólica e solar

Além disso, há tratativas para investimentos em tecnologia por empresas chinesas.

Detalhe para o ambicioso projeto Nordeste Conectado, que deve espalhar fibra óptica pelos nove estados, deixando-os interconectados.

Há ainda o interesse nas tecnologias para segurança e câmeras que fazem reconhecimento facial.

Nordeste vence Disney e é destino preferido para família de classe média alta de São Paulo, diz Datafolha; 

O instituto Datafolha preparou uma pesquisa para o caderno Viaja, da Folha de S.Paulo, e mapeou a preferência da família rica paulista (classe A e B)

Descobriu que ela prefere viajar para o Nordeste.

Por ordem de preferência: Nordeste num geral (6%), Disney (5%) e Bahia (5%)

O destaque, como se vê, é a beleza baiana.

Me dá aquela estrofe de Carmen Miranda: o que é que a baiana tem?

Além de uma costa com 1.100 km, o estado tem opções no interior – vide a chapada Diamantina – e investe nisso.

Como as intervenções de revitalização de Salvador, que renderam à capital a inclusão na aguardada lista publicada pelo jornal The New York Times como lugares a se conhecer em 2019.

Foi a única cidade brasileira na lista dos 100 destinos.